Site de música   
Coberturas de shows

The Sisters of Mercy em São Paulo

Compartilhe:


Publicada em 19, Jun, 2023 por Marcia Janini


The_Sisters_of_Mercy.jpg
Na noite do último domingo, 18 de junho, The Sisters of Mercy realizou mais um show de sua turnê latino-americana no Tokio Marine Hall, casa de shows situada na zona sul da capital.

Trazendo seus grandes sucessos e também canções da nova safra, Andrew Eldritch e banda iniciam a apresentação ao som de "Don't Drive on Ice", uma canção de andamento frenético, bem pontuada pela bateria eletrônica e pelos sintetizadores.

Em velada aura de sensualidade "Ribbons" apresenta em sua cadência o forte diferencial da influência celta na melodia, seguida pelo hit "Alice".

Para "I Will Call You" a guitarra rascante se alia ao baixo em doom, na correspondência ao cadenciado seco e cortante da bateria. Breaks estratégicos apoiam criativamente a ponte entre estrofe e refrão, para mais um bom momento do show.

"But Genevieve" traduz na bateria frenética o pulsante andamento darkwave, aliado aos samplers dos sintetizadores em minimal e à guitarra em riffs rascantes.

Após a execução do grande sucesso "Dominion/ Mother Russia", surge a densa "Summer" trazendo na guitarra elementos heavy nos dedilhados intensos, que se aliam com perfeição à resposta do baixo em doom e à bateria cadenciada, em andamento ralentado, ascendendo nas conversões ao refrão.

"Show Me" traduz a sofisticação de uma balada pontuada em intrincada tessitura eletrônica, o que lhe denota primoroso ar de romantismo e mistério. Permeando com graça o instrumental, surgem esparsos recursos dos sintetizadores, apoiando as conversões e o vocal gutural de Eldritch.

O hit "Marian" surge em versão atualizada, seguida pelo sucesso "More" e pela forte percussão dançante de "Instrumental 86".

Em mais uma melodia marcante "Doctor Jeep/ Detonation Boulevard" traz os imperativos riffs altos em cromatismos da ágil guitarra no refrão, bem apoiada pela bateria cadenciada em precisas conversões.

Densa "Eyes of Calígula" traduz certo ar de desalento no andamento ralentado, charmosamente pontuado pelos brilhantes sintetizadores, em rascantes a guitarra faz interessante dueto com o baixo em dub step, apoiando o refrão. Intenso!

Para "I Was Wrong" o delicioso flerte com as sonoridades pop surge nos displicentes, leves e fluidos acordes da guitarra e na condução da bateria, apresentando um colorido todo especial e diferente na linear apresentação. Grooveiro, o baixo auxilia no contraponto. Mais um criativo momento do show!

Em "Crash and Burn" a forte dinâmica eletrônica da bateria e dos sintetizadores se alia à personalizada guitarra de riffs rascantes e glissandos, permeada pelo baixo em doom na frenética cadência darkwave. Impactante!

Além desses sucessos, constaram também do setlist da apresentação "On the Beach" e "When I'm on Fire", bem como a execução de "Lucretia My Reflection", "Temple of Love" e "This Corrosion", grandes clássicos reservados ao final da apresentação.


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Noite de clássicos atemporais celebra os 40 anos da carreira de Ritchie em São Paulo
ID. Entity: Riverside em São Paulo
Banquete de Signos: Zé Ramalho traz o Cancioneiro Regional à São Paulo
Men at Work relembra clássicos 80´s em São Paulo
Who I Am Tour: Nick Carter em São Paulo
Titãs Reencontra seus Fãs em São Paulo Pra Dizer Adeus
Entre dois mundos: Uriah Heep em São Paulo
Dreamworld: Pet Shop Boys em São Paulo
You Can't Kill My Rock 'n Roll: Hardcore Superstar em São Paulo
Night and Day: Diana Krall em São Paulo

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2024 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.