Site de música   
Entrevistas

Entrevista com a banda “Cobra Criada”

Compartilhe:


Publicada em 16, Dec, 2006 por Marcia Janini


cobra-criada.jpg
Leia na íntegra a entrevista com os integrantes da banda:

Musicão: Quem são os integrantes da banda?
C.C.: Binho na bateria, Marcelo no baixo, Marcos no vocal e segunda guitarra e Celso na guitarra.

Musicão: Como se deu a formação da banda?
C.C.: A banda foi formada por três irmãos, o Marcelo e o Marcos são irmãos e os outros componentes já andavam buscando particularmente seus caminhos, cada um tocando individualmente um instrumento e daí se juntaram e resolveram tirar um som para ver no que ia dar. Então houve um show atípico, o Celso ouviu os três irmãos em 1984 e entrou na banda. Fazíamos covers até 1989 e em 1991 surgiu o Cobra Criada, com uma nova formação, após uma dissensão que resultou na saída de um dos irmãos, e daí pegamos a onda do rock nacional e continuamos na estrada.

Musicão: Quais foram os trabalhos já realizados pela banda?
C.C.: Nos anos 90, fizemos um K-7 demo, com quatro canções. Este Cd foi lançado em 2003, totalmente independente.

Musicão: Como está sendo feita a divulgação do trabalho da banda?
C.C.: Através dos shows e da Internet, onde estão postadas em nosso site as canções para download.

Musicão: Quais são as expectativas da banda com este trabalho?
C.C.: O lançamento de um novo CD, com 15 canções inéditas, mesmo para pontuar a entrada do novo baterista, que trouxe novas influências, nova roupagem ao nosso trabalho, então existe esta necessidade natural de inovação, esta busca pela simplicidade.

Musicão: Falem um pouco sobre o atual panorama da música brasileira.
C.C.: No mundo do rock n’ roll, não houve muita novidade. A moderna MPB é muito boa, entretanto, o que atrapalha o momento musical brasileiro é o “modismo”, onde surgem muitas coisas de má qualidade. Porém, vejo que isto não ocorre somente no Brasil, a música em nível mundial está muito parada, ninguém faz nada novo, fica-se revisitando o velho e tentando ressuscitar fórmulas antigas, já gastas.

Musicão: Quais são ao planos da banda para o futuro?
C.C.: Gravar um novo trabalho e continuar tocando. Afinal, são mais de dez anos fora da grande mídia, nosso som só tocou em rádios. Então é se preparar para uma maior projeção.

Musicão: Como é a receptividade do público ao trabalho de vocês?
C.C.: Existe um público fiel, que acompanha o trabalho há bastante tempo. Desperta tudo de bom, o respeito, o carinho...

Musicão: Quais são as maiores influências, musicalmente falando?
C.C.: Classic rock, punk, MPB até mesmo Nirvana, entre os sons mais recentes. Todos ouvimos de tudo, somos bem ecléticos. O Marcos, nosso compositor gosta dos clássicos, Beatles, rock 60’s e também existem as tendências em Raul (Seixas), rock nacional 80’s etc...

Musicão: Como surgiu a idéia do nome da banda?
C.C.: Nós achamos o nome bem expressivo para a época, inovador e com já vimos em várias músicas, a cobra sempre teve uma simbologia com o mundo do rock, algumas canções de Raul Seixas, do Golpe de Estado, falam sobre cobras e suas conotações, sua energia. Isso também tem muito a ver com a própria história da banda, essa convivência com a música durante todos esses anos, sempre perseverantes... É isso.


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Coletiva de Imprensa - Epica - Ômega Tour / 2022
Entrevista com banda SOJA
CPM22 fala sobre sua carreira e nova turnê
Entrevista com Edu Falaschi
Dire Straits Legacy Realiza Coletiva em SP
Coletiva Manu Gavassi
Entrevista com Dropkick Murphys
Entrevista com a banda Gemini (Bee Gees Tribute)
Entrevista com o Air Supply
Coletiva de Imprensa com Jamie Cullum em São Paulo

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2021 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.