Site de música   
Notícias

Jogo transforma EMOs em heróis

Compartilhe:


Publicada em 10, Oct, 2006 por Musicao


O jogo não é muito diferente dos similares de 15 anos atrás para Super Nintendo. Os personagens correm, pulam, entram e saem de corredores e buracos e disparam suas armas. A diferença é que os protagonistas são músicos das bandas emo mais famosas da cena pop e enfrentam gente como Steven Tyler e robôs em forma de iPods. O jogo ainda conta com a participação de figuras tão díspares como Courtney Love e o ditador do momento, o norte-coreano Kim Jong-Il.

Criado por Jason Oda, um jovem americano de 25 anos que odeia o vocalista do Aerosmith, Emogame (www.emogame.com) já está em sua terceira versão. "Tive a idéia quando vi um anúncio gigante dele com aquele bigodinho de leite", disse Oda em entrevista ao site "Glorious noise", se referindo a um famoso anúncio pago pelos produtores de leite dos Estados Unidos, no qual gente famosa aparece com um bigodinho de leite infantil. "Depois daquele dia dediquei três meses da minha vida tentando achar algo que fizesse as pessoas odiarem Steven Tyler da mesma forma que eu o odeio."

O resultado de todo esse esforço foi o jogo Emogame, que traz gente como Chris Carrabba, vocalista do Dashboard Confessional, ou Conor Oberst, do Bright Eyes, astros do movimento emo, para enfrentar o cantor da música-tema do filme Armageddon. O jogo começa quando um show da banda Get Up Kids é interrompido e seus membros são raptados pelo "homem da banda cor-de-rosa", Steven Tyler. O jogador, então, pode escolher entre sete músicos para tentar passar pelas fases até resgatar a banda Get Up Kids.

A trilha sonora de fundo é composta somente por músicas de bandas emo e há até alguns shows entre as batalhas. A única exceção é no fim do jogo, quando, após derrotar Steven Tyler, "Pink", do Aerosmith é tocada como tema da vitória.

Feito em 2003, o jogo fez sucesso entre os emos. Chris Carrabba deu entrevista afirmando que "amava" o jogo. Carrabba nem levou em conta o tom satírico do jogo, que nos detalhes faz troça das características da tribo dos emos, como a sensibilidade exagerada e a depressão. Existe até uma pílula de suicídio para desistir do jogo, um medidor de frescura e lágrimas que representam quantos ataques especiais restam. Mas o próprio Oda se declara emo. "Eu escuto músicas emo e choro bastante", confessou.

Depois do primeiro "Emogame" já foram feitas duas versões com personagens atualizados (o primeiro ainda conta com o cantor do Mars Volta, Cedric Bixler-Zavala, quando ele ainda estava no At The Drive In) e gráficos melhorados. Oda também ficou conhecido por criar o Bushgame, no qual Mr. T (conhecido no Brasil como o B.A. do seriado "Esquadrão classe A") e Hulk Hogan enfrentam o presidente dos EUA.

Veja o site www.emogame.com


Fonte: Globo.com

[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Samsung E-Festival Instrumental 2018 busca novos talentos da música
Citibank Hall volta a se chamar Credicard Hall
Lollapalooza Brasil 2018 anuncia horários dos palcos
Lollapalooza Brasil anuncia o lineup oficial da edição de 2018
Casa Natura Musical é inaugurada em São Paulo
Após jejum de 15 anos, Midnight Oil se apresenta em São Paulo
Lollapalooza Brasil 2017 anuncia horários das atrações
Bon Jovi e Billy Idol confirmados no Rock in Rio!
Lollapalooza Brasil anuncia seu lineup final
3ª Mostra de filmes de hip hop

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2019 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.