Site de música   
Notícias

Nokia Trends apresenta conteúdo multimídia

Compartilhe:


Publicada em 03, Dec, 2007 por Musicao


nokia-trends-2007.jpg
O Nokia Trends, projeto que traz para o público brasileiro as principais tendências artísticas do mundo, apresenta sua área destinada à arte multimídia: Arte, Mobilidade e Interatividade, com curadoria de Giselle Beiguelman, uma das pioneiras no uso artístico de dispositivos móveis. A mostra privilegia as relações de compartilhamento e interação, explorando as principais tendências da cultura digital e estética da mobilidade. O site Nokia Trends (www.nokiatrends.com.br) será uma das ferramentas da mostra para que o público se relacione com o conteúdo antes mesmo da apresentação das obras durante o evento, que acontece em 8 de dezembro, no Memorial da América Latina.

A mostra Arte, Mobilidade e Interatividade propõe uma quebra de paradigma, uma vez que as obras de arte multimídia foram elaboradas com o intuito de fugir da simples observação. Dessa forma, a co-criação guia as criações artísticas, que, geralmente, buscam reforço na gestão aberta, livre e compartilhada de conteúdos e informação (copyleft).

As inspirações são as mais diversas: mídias locativas, baseadas em novos sistemas de localização como o GPS; arte generativa, obras criadas em sistemas computacionais que respondem autonomamente a comandos dos interatores; performances multimídia e live cinema. A curadora Giselle Beiguelman constata: “A idéia é investir na particularidade de apresentações de arte midiática no contexto da ‘pista’ e na sintonia com a era do ‘conteúdo gerado pelo consumidor’, promovendo ações que estimulem o público a participar com seus próprios celulares e levar parte desse conteúdo nos seus aparelhos, por meio de download de vídeos, áudio e fotos”.

As intervenções artísticas do Nokia Trends 2007 se realizarão de forma inédita, totalmente integradas ao espaço das apresentações musicais. Além disso, os artistas foram desafiados a reinventar a tecnologia móvel dos aparelhos e suas principais funções como inspiração para as obras. Foram utilizados aparelhos como o Nokia N95, Nokia 6110, Nokia 5200, Nokia 6120 e Nokia 7500.

No casting das oito obras apresentadas na mostra Arte, Mobilidade e Interatividade, constam nomes consagrados da arte multmídia, como Lucas Bambozi, Vera Bighetti, Giselle Beiguelman, Eder Santos, e artistas emergentes, como Martha Gabriel Helga Stein e Cícero Inácio da Silva, Maurício K. e o Urban Laser Design, pilotado por Fernando Gustavo de Lamardo e a equipe da Grafiteria. Serão oito obras divididas em duas ondas de exposição, em que a primeira terá seu início via Internet (www.nokiatrends.com.br) ainda no mês de novembro, em co-criação entre os usuários da web e os artistas. São elas:

Net Aura, por Giselle Beiguelman e Maurício K.
Trata-se de uma instalação interativa baseada em comando de voz, com referência ao aparelho Nokia 6120, que contempla a tecnologia 3G, apropriada para download em alta velocidade de arquivos em celular. A Net Aura utiliza um software especialmente customizado para esse projeto que tranforma a voz dos interatores em imagem animada numa interpretação única e instransferível como se fosse a impressão digital da voz.

A partir do site www.netaura.org e www.nokiatrends.com.br, é possível visualizar um número de telefone para que o público ligue via celular, telefone fixo ou Skype e grave uma mensagem de 10 segundos. As mensagens são arquivadas em formato MIDI, transcodificadas em imagens, e arquivadas no site. Os autores que ligarem pelo celular recebem uma mensagem de texto SMS que os notifica sobre a disponibilização da sua aura. No espaço expositivo, durante o Nokia Trends, também será possível alimentar o site enviando mensagens e interagir com a suas projeções ou apenas observá-las flutuando como uma constelação e escutar a Net Aura das pessoas.

Locative Paiting, por Martha Gabriel
O Locative Paiting aposta na tendência do uso das mídias locativas como suporte artístico e transforma o simples ato de localizar-se em arte. Nesse caso, o GPS do aparelho Nokia 6110 Navigator é a referência desta pintura coletiva gerada e alterada pelo CEP dos emissores que interagem, tanto na área do evento como de qualquer lugar no mundo, pela internet. A imagem projetada pelo conjunto das ações do usuário e do software desenvolvido pela artista Martha Gabriel se torna acessível via web e celular. Cada CEP inserido no site se transforma em uma pincelada que tem suas cores escolhidas pelos interatores e sua espessura calculada pela distância geográfica do participante em relação ao último “co-pintor” dessa tela.

De acordo com as interações, a obra vai se transformar em uma teia de pessoas conectadas pela possibilidade criativa determinada, simplesmente, pela distância entre elas. Ao entrar no site www.locativepainting.art.br e se cadastrar com CEP e número de telefone, o participante entra no canal da obra e confere sua pincelada, que também é enviada por e-mail. Ao correr o mouse sobre a obra, pode-se obter a longitude e latitude de seu ponto de origem, além de encontrar amigos pelos seus telefones e CEPs.

GPSFACE, por Cícero Inácio Silva
O projeto GPSFACE, também baseado em mídias locativas, explora a formação de redes sociais. Permite a localização física real de qualquer pessoa que tenha instalado o sistema em seu celular, por meio da utilização de um protocolo de localização com recursos do GPS. O sistema também descreve o caminho necessário para se chegar até o proprietário do celular requisitado, bastando, para isso, digitar o nome da pessoa que se quer localizar ou alguma característica (tag) com a qual ela se cadastrou no sistema online.

O GPSFACE é um sistema onde o usuário se cadastra e executa o download do software localizador para celular ao mesmo tempo em que registra seus dados e as informações de perfil (tags) no servidor da obra, que se autodenomina “comunidade social viva, sem a necessidade de desktop ou laptop”. Desenvolvido pelo artista Cícero Inácio Silva e pelo programador Marcos Khoriati, com total apoio da Nokia, opera com o conceito de comunidade virtual e funciona nos celulares com GPS e na Internet. Com ele, é possível atuar no mundo real, saber onde uma pessoa está e como chegar até ela por meio de um localizador customizado. Cada usuário pode se cadastrar e inserir tags que lhe permitirão ser encontrado por meio de seus interesses ou de seu nome cadastrado no sistema.

Durante o Nokia Trends, o sistema será entrará em operação e estará disponível para download via bluetooth e Wi-Fi e será possível a criação de comunidades entre o público que tiver preferência por uma das atrações ou por uma das obras e afins. Um amigo que se perder da sua turma poderá, por meio do GPSFACE, localizar seus amigos e saber a quantos metros e em que direção ele está no espaço da festa ou fora dele. O aparelho E65 e o GPS dos aparelhos Nokia 6110 Navigator e Nokia N500 foram a referência para a realização desta obra inédita e que revoluciona o conceito de comunidades de relacionamento.

Self Cinema, por Vera Biguetti
Durante o Nokia Trends, o Self Cinema, criado pela artista multimídia Vera Biguetti, vai gerar imagens estereoscópicas psicodélicas que irão rodar randomicamente, a partir de imagens gravadas pelo público no espaço expositivo. A artista utiliza um software que converte o celular em uma webcam e que está disponível para download em www.artzero.net/selfcinema ou pelo site Nokia Trends, permitindo que o público participe do projeto com seu aparelho ou utilizando os aparelhos Nokia N76 que a artista usou no seu projeto. Além disso, o público vai poder dançar equipado com aparelhos Nokia 5200.

No espaço expositivo, o aparelho Nokia 5200 possui um programa chamado Sensor, que avisa ao portador se alguém no recinto está compartilhando a mesma trilha sonora. Assim, a proposta é fazer cinema esteroscópico e dança com as imagens 3-D em movimento exibidas no espaço de acordo com o ritmo de sua trilha, procurando parceiros para compartilhar a experiência.


A segunda onda da mostra Arte, Mobilidade e Interatividade, apresentada pelo Nokia Trends, reúne artistas multimídia que produziram obras inéditas e sem precedentes para o compartilhamento e participação durante o evento, desde a sua abertura, sem interrupção, rompendo as fronteiras entre a pista e o recinto expositivo. Veja detalhes abaixo:

Máquina de Ver, por Lucas Bambozzi
Uma obra baseada em técnicas de live vídeo e web cinema que são produzidas por um míni-Zeppelin que carrega um aparelho Nokia N95 e o utiliza como câmera de alta resolução. A Máquina de Ver foi criada por Lucas Bambozzi, que adaptou o dirigível para sobrevoar e registrar o Nokia Trends do alto.

O aparelho Nokia N95 teve seu sistema operacional modificado pelo artista, que o transformou em um controle remoto, acoplado ao dirigível, fazendo dele um olho mecânico que sobrevoa o ambiente do evento e transmite as imagens captadas também pelo aparelho Nokia N95, para o espaço expositivo. Essa transmissão pode ocorrer tanto de forma consecutiva, em que as imagens gravadas são exibidas em sessões imediatamente posteriores à captação, quanto em tempo-real, por meio de video streaming.

Mutance, por Helga Stein
A obra de Helga Stein utiliza imagens digitais randômicas baseadas nos novos olhares e na desconstrução da forma, propostos pelo design prismado do novo aparelho Nokia 7500. A idéia do projeto trata da construção de seres mutantes com imagens e sons do público captadas simultaneamente em uma espécie de estúdio por quatro image-makers, com a ajuda de um software desenvolvido pela equipe da artista. Cada pessoa será registrada dançando ou se movimentando da cintura acima e cintura abaixo separadamente, gerando duas imagens enviadas via bluetooth para o banco de dados da obra. Em seguida, essas imagens e sons são projetados randomicamente, gerando seres aleatórios.

XXX – Xpanding Xina from Xangai, por Eder Santos
O artista Eder Santos traz ao Nokia Trends imagens em vídeo e foto captadas em Xangai com o aparelho Nokia N95 ao longo de 15 dias. Na área de exposição, em um telão em formato de X, as duas maneiras de captar imagens de uma mesma cena são sonorizadas por dois músicos convidados. Juntas, vão originar quatro projeções em X emitidas pelo aparelho Nokia N95.

As telas do X serão o pano de fundo para o público, que também terá suas imagens registradas por um sistema de iluminação que vai exibir suas silhuetas junto à multidão das imagens de Xangai e do Nokia Trends. A idéia é realizar uma perfomance que incorpore o movimento da audiência, estimulando a imaginação para que o público possa fazer seu próprio remix mental de uma viagem à cultura de Xangai.

Urban Laser Design, por Grafiteria e Fernando Gustavo de Lamardo
A obra em questão será executada interna e externamente ao espaço da mostra. Fernando Gustavo Lamardo sofisticou um sistema a laser criado pelo grupo americano Graffiti Research Lab para a realização de intervenções usando a estética do graffiti em distâncias de cerca de 50 metros, sem alteração do ambiente urbano. Para tanto, Fernando buscou as características do graffiti nacional por meio dos artistas da Grafiteria e redefiniu a palheta de cores e a dimensão dos aplicadores, variando as possibilidades com um material nunca utilizado por grafiteiros no Brasil.

Os artistas da Grafiteria, uma das principais galerias de arte urbana do país, trocarão os sprays pelos lasers e farão intervenções no Memorial da América Latina potencializando a filosofia do graffiti como arte efêmera e dialogando com a mobilidade proposta pela tecnologia que, até então, não havia se aproximado do espaço coletivo.


Além das obras expostas na mostra Arte, Mobilidade e Interatividade, o artista Marcus Bastos foi convidado para ser o curador e moderador do canal J.A.M.M. (Just Art Music and Motion ou Arte, Música e Movimento) do site Nokia Trends, um espaço que convida artistas digitais a se manifestarem coletivamente e dividirem suas obras, como curtas-metragens ou imagens. Além do curador, os artistas Luiz Duva, Milena Szafir, Rogério Borovik, Nacho Duran e Renata Pedrosa vão desconstruir suas próprias obras e disponibilizar seus fragmentos para que os usuários do site Nokia Trends possam acessar o canal J.A.M.M e fazerem suas mixagens – ou mashups – artísticas com a multiplicidade de expressões. Também será possível fazer download de wallpapers, screensavers e músicas para seus celulares e computadores.

Reunindo música e arte, o espaço Nokia Trends Connecting Village também será destinado às interações tecnológicas. Colagens de sons, imagens, idéias e pessoas produzidas pelo músico Maurício Takara e pelos VJs Spetto e Lalai vão originar a apresentação de uma banda multimídia criada exclusivamente para o Nokia Trends. O palco tem a proposta de permear grande parte do evento onde a banda vai costurar um “line up” e rechear as trocas de palco do Nokia Trends Main Stage, convidando artistas para tocar em formato Jam Session. Juntos, os artistas vão mesclar as obras expostas no evento com suas próprias matérias-prima.

Nokia Trends 2007
Com o objetivo de tornar o evento ainda mais intimista, o Nokia Trends posiciona-se como uma plataforma em desenvolvimento que vem ganhando novas funções dentro do espaço cultural brasileiro e mundial. A constatação dessa mudança pode ser conferida mensalmente nas festas Nokia Trends Mob Jam, que traz DJs nacionais e internacionais a clubes de São Paulo e Rio de Janeiro. As festas promovem interações inéditas entre pickups e o aparelho Nokia 5200, com MP3 Player, que traz teclas de tocador de música. Desde julho, as festas receberam DJs nacionais como Glaucia ++, Ana Flávia, Ale Reis, Crossover (Julio Torres e Amon Lima), Renato Ratier e Breno Ung, além de nomes da música eletrônica mundial como os DJs Asci.Disko e Matt K-Von.

Para sua produção artística, o Nokia Trends reúne uma equipe de curadores que orientam as ações, buscando o ineditismo, a socialização, a evolução cultural e a troca de experiências. “O Nokia Trends apresenta novas tendências da cultura jovem por meio de vários dispositivos reais e virtuais. O papel deste projeto é colocar a novidade não como uma notícia a ser recebida, mas como um objeto a ser experimentado”, afirma Luciane Matiello, diretora de Marketing da Nokia.

Em maio de 2007 o Nokia Trends também apresentou ao público o Resfest, festival da cultura pop, realizado na Cinemateca Brasileira, em sua maior edição no país. No evento foram mostrados vídeos feitos “com” e “para” a nova geração de aparelhos celulares, produzidos por diretores como Bia Flecha, Rafael Coutinho, Esmir Filho e Michael Arms. E, finalmente, buscando uma aproximação maior com seu público, foi criado o programa Nokia Trends, apresentado às sextas-feiras na rádio Mix FM em São Paulo e Rio de Janeiro.

Panorama Nokia Trends
Em sua primeira edição, o Nokia Trends – Big Beach Brasil, em março de 2004, reuniu um público de quase 200 mil pessoas que lotou as areias da Praia do Flamengo, no Rio de Janeiro. O evento contou com a participação do astro da música eletrônica FatBoy Slim, além de Jon Carter e dos DJs brasileiros Marky e Patife.

O Nokia Trends – Sònarsound São Paulo, maior evento multimídia até então, apresentou atrações de todo o mundo, entre DJs, VJs, bandas de rock, MCs e artistas multimídia. A Special Edition, também em São Paulo, trouxe ao Estádio do Pacaembu um dos maiores nomes da música eletrônica, os Chemical Brothers. Em setembro de 2005, o Nokia Trends conectou as duas maiores cidades do Brasil, São Paulo e Rio de Janeiro, em festas com transmissão ao vivo, via satélite.

O Nokia Trends 2006, em São Paulo, recebeu cerca de 12 mil pessoas durante 11 horas de programação musical, arte multimídia e tecnologia. Além de um line-up que privilegiou a vanguarda da música mundial, com Ladytron, Soulwax Nite Versions e The Bravery, a grande atração foi o Nokia Trends Connecting Street, integrando o que existe de mais contemporâneo em arte digital e multimídia aliada à tecnologia móvel.

O Nokia Trends, projeto idealizado no Brasil, foi exportado para todo o mundo, e hoje acontece em países como Argentina, Colômbia, Lituânia, Itália, França, Alemanha e México, entre outros.


Nokia Trends. Interação artística e sonora na sua vida.
8 de dezembro de 2007
Memorial da América Latina
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda - São Paulo


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Leoni & Leonardo: Leoni e Léo Jaime em São Paulo
XXXPERIENCE Festival comemora 20 anos
EDC Brasil divulga line-up
XXXPERIENCE confirma Armin Van Buuren para edição de 19 anos
Sónar São Paulo anuncia sua programação musical completa
Parador Maresias arma programação especial para o Carnaval
Mixhell, projeto de Iggor Cavalera, apresenta seu DJ set na Ban TV
'PERRY/ETTY VS JOACHIM GARRAUD' É NOVA ATRAÇÃO DA TENDA ELETRÔNICA DO LOLLAPALOOZA, DIA 05 DE ABRIL
Participe do clipe de Benny Benassi
UCI Music apresenta, com exclusividade, FatBoy Slim

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2019 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.