Site de música   
Coberturas de shows

A arte do eletrônico nas pick-ups do Skol Beats 2007

Compartilhe:


Publicada em 07, May, 2007 por Marcia Janini

Clique aqui e veja as fotos deste show.


sugardaddy.jpg
Nos dias 4 e 5 de maio, ocorreu a oitava edição do Skol Beats, tradicional evento do cenário eletrônico na Espaço Skol Beats ao lado do Campo de Marte, reunindo cerca de 39 mil pessoas nos dois dias do festival.

A decoração inspirada na cultura dos povos orientais aliou-se às últimas inovações da tecnologia e arte visual, apresentando estrutura moderna e aconchegante, além de espaços diferenciados como o Chill Out H2OH! e o Connecting Point, estrategicamente localizado entre as tendas onde, por meio de instalações multimídia, o público pôde acompanhar simultâneamente as atrações dos três palcos e a movimentação nos outros espaços.

Pelo Skol Live Stage, palco principal do evento, passaram atrações como o DJ Magal, que realizou excelente apresentação em variantes do tecno e electrohouse, contando com a participação dos ótimos VJs Robson Victor e Helmut Breineder, através das belas sucessões simultâneas de imagens, em total concordância com a sonoridade.

O Addictive TV, em total dose de criatividade e ousadia, mostrou belíssimo trabalho sobre um grande clássico do rock, a canção Another One Bites the Dust, traduzindo-a ao electro de maneira contagiante, numa perfeita fusão entre os estilos. Responsáveis também pelas imagens, no controle simultâneo das pick-ups e telas de projeção, criativamente realizaram perfeita revisitagem ao clipe do Queen, modernizando e inovando as artes visuais. Assim, arte e inspiração surgiram numa aprresentação verticalizada do começo ao fim. Sensacional!

A banda SugarDaddy também causou impacto no público, através do potente vocal empregado em melodia de construção sólida e inteligente, numa visível renovação às bases do synthpop. Mais um fantástico trabalho nas fusões entre eletro e funky house, nos remetendo à estética retrowave em excelente apresentação.

No segundo dia do evento, a inusitada fusão entre o rock do consagrado baterista Iggor Cavalera e o techno alucinante de Laima Leyton formando o MixHell, revelou-se em um electrotech de primeira linha, pontuado por pausas de conversão criativas. Além de excelente instrumentista, Iggor revelou nesta apresentação sua grande versatilidade também no comando das pick-ups, num trabalho de pesquisa musical incrível, coerente e ímpar.

Digna de menção e nota a fantástica apresentação realizada pelo The Crystal Method, num trabalho totalmente retrowave, onde os vários movimentos da música eletrônica foram magistralmente desvendados, desde suas origens até a modernidade, passando por tendências como o synth e technopop 80’s, garage e house. Clássicos dos anos 80 como New Order e The Cure ganharam características modernas através das quebras de andamento e conversões precisas, fazendo desta, sem sombra de dúvida, uma das melhores atrações do festival. Simplesmente demais, sonoridade que atingiu as raias da quase perfeição entre estilo e forma!

Aclamado pelo público e pela crítica, o DJ Mau Mau conduziu as pick-ups com sua já costumeira maestria, mesclando elementos do house e techno à modernidade trance, o que traduziu-se num set list dançante, que contagiou o público presente.

A tenda DJ Mag da noite de sexta-feira apresentou boas apresentações como o DJ Gabo, que através de seu set mesclando à sonoridade do techno e house leves pitadas de acid, brindou os presentes com tons criativos e dançantes.

Paulinho Boghosian, através da mescla entre house, eletro, funk e minimal, passando pelo progressive, realizou boa apresentação, verticalizada e moderna, nos remetendo à sonoridade psy-trance.

Entretanto, a principal atração deste espaço traduziu-se na já esperada apresentação de David Guetta, com set list arrojado, de vertentes techno e house. Experiente, através de paradas estratégicas, acentuou efeitos de andamento e cadência, traduzindo-se em ritmo alucinante. Excelente!

Na tenda Terra Urban Beats, apresentaram-se expoentes da street music como o DJ Puff, explorando de forma coerente a sonoridade black do hip hop, rap e charme, pontuadas por geniais doses de R&B bem mescladas às bases sonoras, revelando-se excelente e dançante momento entre as atrações apresentadas neste espaço.

DJ CIA trouxe todo o bom gosto esperado, ao conjugar de forma inteligente canções da disco music 70’s e do funk e break brasileiros do início dos anos 80 à sonoridade street atual do hip hop, proporcionando ao público mais jovem o acesso e conhecimento de grandes clássicos de forma dançante e suave. Genial!

A tenda do DJ Marky & Friends apresenta seu ápice com a apresentação de Marky na cadência do drum n’ bass, rápido, eletrizante, com excelentes recursos sonoros de efeito, contando com a participação mais que especial dos MCs Lucky e Size, aliando suas potentes vozes às fantásticas sonoridades extraídas das pick-ups por Marky. A versatilidade do VJ Tchelo, responsável pelas imagens variadas e pelo fantástico jogo de luzes em consonância total com o ótimo set list, apresentou diferencial digno de nota. Tantos talentos reunidos só poderiam resultar numa apresentação criativa, inovadora e simplesmente sensacional!

O DJ Andy também realizou bom trabalho no comando das pick-ups, traduzindo ao drum n’ bass um certo ar retrô, onde elementos do funk e do breakbeat suavizaram o ritmo intenso, traduzindo-se numa sonoridade única, dançante e extremamente agradável, com a participação do MC Dynamite nos vocais.

Na fantástica jam session de encerramento, mais uma vez brilharam, na interessante e precisa fusão de estilos entre o drum n’ bass e o progressive house os Djs Marky e Laurent Garnier, numa sonoridade de alta potência, dançante e ousada, revelando mais uma vez o pleno e quase inacreditável comando de Marky nas pick-ups, nesta perfeita mescla às preciosas mixagens estilizadas de Garnier. Maravilhoso!

A tenda The End do portal Terra apresentou atrações que traduziram toda a modernidade do eletrônico em excelentes fusões com estéticas retro, como a esfuziante discotecagem de Renato Cohen, que traduziu ao techno batidas beat nas conversões seguras, além do feeling apresentado através dos criativos jogos entre tonalidades graves e agudas. Os breaks enfatizaram o andamento crescente e a verticalização do som, numa apresentação super dançante, contagiante, deste mestre do funky tecno.

Laurent Garnier, aliando modernidade e ousadia que o consagraram como um dos maiores mestres do eletrônico mundial, empolgou o público com seu set list que mesclou techno e progressive house, em batidas fortes e cadenciadas, com utilização de samplers e efeitos de mixagem mirabolantes, realizando apresentação inovadora e fortemente dançante, contando com a atuação dos excelentes VJs do Visualform, criativos e antenados durante toda a apresentação às variações de tempo e ritmo das pick-ups, transformando este num dos pontos altos do evento. Fantástico!

Na seqüência, o DJ Anderson Noise também causou sensação através de fusões entre o techno e o house, além da utilização de elementos extraídos do garage. Aliadas ao preciosismo das conversões, ressaltando pontos importantes das melodias, as variações de tom e a enorme versatilidade do DJ fizeram desta uma apresentação coerente e de excelente qualidade técnica e estilística.

Encerrando as apresentações desta tenda, a cyber punk Miss Kittin realiza apresentação retrowave, com bases no synthpop aliando-se às vertentes do tecno, numa sonoridade viajante, fantástica e altamente verticalizada, com mixagens de grande capacidade técnica e intrincada construção. Perfeito!

Desta forma, chega ao fim a edição 2007 do Skol Beats, que reuniu os principais nomes do eletrônico mundial e da arte visual em 30 horas de muita música e descontração.

Veja as fotos dos dois dias de festival: sexta e sábado!


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Show Me: Sisters of Mercy em São Paulo
´Turn on Your Receiver´: Nazareth em São Paulo
Com ingressos esgotados, The Offspring e Bad Religion animam a noite de terça-feira em São Paulo
Samsung Best of Blues 2019
Final Revival Tour: Creedence Clearwater Revisited em São Paulo
Nova Orquestra: Zed Zeppelin em Concerto Tributo ao 50° Aniversário
Shine a Light: Bryan Adams em São Paulo
Após mudança de local, Muse faz apresentação completa e futurística em São Paulo
Nickelback em São Paulo
Legacy of the Beast: Iron Maiden em São Paulo

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2019 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.