Site de música   
Coberturas de shows

Muita “Cubanajarra” na sexta-feira santa

Compartilhe:


Publicada em 21, Apr, 2007 por Marcia Janini

Clique aqui e veja as fotos deste show.


velhasvirgens.jpg
No dia 5 de abril, o feriado prolongado de Páscoa teve uma forte pitada de irreverência através de grande apresentação realizada pela Banda das Velhas Virgens, veterana do circuito underground no Café Aurora, região do Bexiga, tradicional point da boemia paulistana, em turnê de divulgação de seu sétimo álbum, o “Cubanajarra”.

Com figurinos elaborados compondo arrojado visual, o “pirata” Paulão comandou a cena, onde a esparsas participações de sua backing vocal Lili, mesclou-se às canções pequenos sketches extremamente caricatos e, por assim dizer, polêmicos quanto à temática, exaltando-se a sensualidade e sexualidade descontraídas retratadas pelas letras, além de esbanjar comicidade e alegria, com forte sinergia entre todos os integrantes da banda e fantástica relação palco/platéia, provocando nos presentes a total identificação e anuência à proposta de trabalho destes excelentes músicos. Genial!

Nota para a ótima canção “Tequila”, extremamente criativa. No estilo heavy metal, com marcante presença de gaita pontuando as estrofes e riffs de guitarra na cadência, apresentou boa verticalização, andamento rápido e ritmo contagiante. Divertida, sem maiores pretensões, marcando bom momento do show.

Outro momento digno de menção surge na execução da canção “Siririca”, um blues de primeira linha, com excelente melodia, rica em variações e letra cômica, retratando pensamentos e conjecturas sobre as diferenças de gênero na sexualidade.

O famoso hit “Buraquinho”, outro ótimo blues em cadência romanceada e andamento melódico apresenta excelente qualidade na construção estilística e perfeita fusão entre melodia e letra, tornando ainda mais cômica a proporção irônica entre andamento romântico e letra bizarra. Ótima canção, criativa, cativando o público pelo inusitado. Mais um momento especial da apresentação.

“Dinheiro pra Torrar” de introdução pop, remetendo à sonoridade do hardcore através da simplicidade e fluência de acordes totalmente harmônicos e letra desenvolta, reflexiva sem perda da verve cômica, sem dúvida traduziu de forma decisiva todo o talento da banda no melhor momento do espetáculo.

Em suma, A Banda das Velhas Virgens por meio deste show demonstra e reafirma sua importância no circuito underground, proporcionando a todos uma aula de irreverência, criatividade, carisma e personalidade em apresentação marcante, explosiva e obviamente maravilhosa. Que estes músicos deliciosamente maliciosos continuem nos contagiando com sua música escrachada por vinte anos mais!!!

Acompanhe a entrevista com as Velhas Virgens!


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Paula Toller relembra grandes sucessos da carreira em São Paulo
O Amor no Caos: Zeca Baleiro em São Paulo
Paulo Ricardo Celebra os 35 Anos de Rádio Pirata
Maroon 5 - Tour 2020
Shaman Homenageia Andre Matos em São Paulo
Pra Sempre Lulu
Bohemian Rhapsody: Onde o Rock Se Entrelaça ao Erudito
Milton Nascimento - Turnê Clube da Esquina
Humberto Gessinger Turnê 'Não Vejo A Hora' no Unimed Hall
Norah Jones no Espaço das Américas

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2021 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.