Site de música   
Coberturas de shows

Andrea Bocelli em Turnê Comemorativa aos 30 Anos de Carreira

Compartilhe:


Publicada em 26, May, 2024 por Marcia Janini

Clique aqui e veja as fotos deste show.


Andrea_Bocelli_Sandy_2024.jpg
Na noite do último sábado, 25 de maio, o Allianz Parque recebeu mais um show da turnê comemorativa de 30 anos de carreira do tenor Andrea Bocelli, acompanhado pela Orquestra Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo (OJESP), com regência do maestro Carlo Bernini.

A noite tem início por volta das 21h15, ao som do Hino Nacional Brasileiro, em singela homenagem ao povo gaúcho e à sua força em meio à catástrofe climática que devastou recentemente o estado do Rio Grande do Sul.

Após rápido vídeo expositivo dos principais momentos da carreira do cantor, este vem à público, subindo ao palco às 21h20 para a execução da aguerrida "La Donna É Mobile", excerto do Rigoletto de Verdi, em mais uma interpretação brilhante de sua voz límpida e cristalina.

Para a dramática "Di Quella Pira" mais uma magistral interpretação, em modulações perfeitas e de rara beleza, atingindo tessituras altas.

Em "Lucevan Le Stelle" da Tosca de Puccini, o fraseado vocal rápido segue em meio aos solfejos e vocalizes, ascendendo em conjunto com a melodia, ralentada à princípio, evoluindo em marcha ágil. Na finalização, notas altas sustentadas com extrema perícia.

Em participação especial a soprano lírico romena Cristina Pasaroil entoa os versos da belíssima "Il Mio Bambino Caro", que ganha os ares traduzindo instante de rara beleza à apresentação. Delicada, com seu timbre límpido em agudos de grande complexidade técnica, a soprano realiza belo momento de sua performance individual.

Para "Sì fui Soltado", mais um bom momento da performance vocal de Andrea, em excelente forma, para uma primorosa execução, acentuando com firmeza a carga de dramaticidade natural da melodia. Amazing!

Mais uma interpretação cheia de energia surge no trecho da ópera Andrea Chénier em "Vicino a Te" onde o inspirado dueto entre Andrea e Cristina denota aura de densidade, muito bem pontuada pelos agudos da soprano e pelas respostas de Bocelli na pele do agoniado Chénier, ao se despedir de sua amada. Um dos momentos mais complexos e belos da apresentação!

A violinista Caroline Campbell chega trazendo o mavioso ádagio cigano de Monti, explorando o colorido todo especial das tonalidades medianas para as Czardas romenas, em uma impressionante condução instrumental. Seu impactante solo brilha majestoso, emoldurado com propriedade pelo suave e firme acompanhento da orquestra.

Na sequência "O Soave Fanciulla" com o belíssimo dueto de Bocelli e Pasaroil em mais um momento de forte carga dramática. Na ambientação, a orquestra segue firme, em condução precisa, onde os acordes delicados das cordas unem-se às suaves madeiras.

Mais uma conhecida interpretação de Andrea, "Libiamo ne' lieti Calici", trecho da Traviata, traz o apoio potente do Coral Jovem do Estado de São Paulo para mais um portentoso dueto. Nota para o belíssimo trabalho da percussão da OJESP, ampliando a dinâmica de som e a festiva aura da finalização da canção. Amazing!

Após breve intervalo de 20 minutos, Andrea volta com a tarantella italiana de "Mamma" e "Funiculì, Funiculà" com a presença do bailairino Francesco Costa traduzindo a elegância e a beleza do ballet estilizado, com influências na dança popular. Andrea traz para este momento da apresentação o tradicional cancioneiro popular para a apresentação, até então pautada na música erudita.

Novamente traduzindo aura de modernidade na arrojada melodia do Medley em tributo a Ênio Morricone, Caroline Campbell realiza mais um brilhante solo, extraindo do violino tessituras suaves, entretanto, contemporâneas. Alternando o delicado lirismo de regiões altas com a intensidade dos graves, dialoga com a imponente orquestra de forma natural, linear, em um dos mais belos instantes instrumentais do show.

Para a canzione italiana "O Sole Mio", mais uma magistral interpretação de Bocelli, traduzindo à melodia genuína paixão nos acentos entusiasmadas de seu privilegiado vocal, em uma belíssima homenagem ao tenor Luciano Pavarotti falecido em 2007, que imortalizou a canção com sua potente voz.

Trazendo a presença do casal de bailarinos Angelica Gismondo e Francesco Costa, surge a passional "Granada", trazendo o espanhol acento das tonás flamencas nas castanholas que permeiam deliciosamente a melodia, onde o brilhante violino de Campbell traduz a intensidade e urgência expressa pela letra em arpejos de rara beleza e alto valor estético. Mais uma vez, a OJESP brilha com intensidade na precisa condução, onde a percussão desempenha papel fundamental! Amazing!

Ovacionada, Sandy sobe ao palco para a execução de "Amor Não Testado", uma romântica e cálida canção, permeada com graça pelos arranjos do piano. Em um belo momento de sua participação, o vocal suave em tessituras altas da cantora surge com a delicada força e beleza da jovialidade.

Trazendo o sensual toque do latino bolero "Besame Mucho", Andrea empresta ao seu timbre aveludado tonalidades medianas em modulações preciosas, para o ralentado andamento da melodia, ampliando a aura de elegante romantismo.

Em dueto com seu filho Matteo Bocelli para a belíssima "Fall On Me", uma balada pautada no pop que traz os arrebatados acentos do piano apoiando com gentil graça a alternância das vozes, revela-se o grande talento do seu rebento.

Para a passional "Caruso" o público desfrutou mais um momento da linda parceria entre pai e filho, onde o vocal jovem de Matteo em tonalidades pop contrasta com a potência clássica do vocal tenor de Andrea. Lindo momento da apresentação!

Dominando a apresentação com propriedade e graça, o jovem Matteo demonstra segurança e firmeza de palco ímpares na execução da festiva rumba caribenha de "Quando Quando Quando", em uma interpretação bem cuidada, repleta de charme, em uma demonstração de seu enorme carisma.

Voltando ao palco em companhia de Sandy, Andrea entoa os primeiros versos de "Vivo Per Lei". Trazendo à apresentação este importante momento de reminscência, Sandy realiza primoroso trabalho vocal, para trazer na sequência a linda "Canto Della Terra", em mais um primoroso dueto com Bocelli.

Encerrando a apresentação "Com Te Partiró" e a brilhante interpretação de "Nessun Dorma" conta com a presença de todos os convidados no palco. Bravo, bravíssimo!


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Andrea Bocelli em Turnê Comemorativa aos 30 Anos de Carreira
Il Divo: XX Anos
C6 Fest: Dia 2
C6 Fest: Dia 1
Faith in the Future: Louis Tomlinson
The Mandrake Project: Bruce Dickinson em São Paulo
Power To Play: McFly em São Paulo
Summer Breeze Festival - Dia 3
Summer Breeze Festival - Dia 2
Summer Breeze Festival - Dia 1

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2024 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.