Site de música   
Coberturas de shows

Il Divo: XX Anos

Compartilhe:


Publicada em 25, May, 2024 por Marcia Janini


Il-Divo.jpg
Na noite da última quinta-feira, 23 de maio, o Il Divo realizou show em única apresentação no Espaço Unimed, trazendo canções de todas as fases de sua carreira, em comemoração aos 20 anos de sucesso.

Subindo ao palco por volta das 21h30, ao som de grandiosa sinfonia, ambientando o início da apresentação, com imagens do quarteto no telão/ciclorama de fundo, têm início o espetáculo.

Trazendo o delicado toque sensual da toná espanhola na fusão com o pop romântico, surge "Regresa a Mi" a versão latina para "Unbreak My Heart" (conhecida no início dos anos 2000 na voz de Toni Braxton). Em inspirado cânone nos refrões, a alternância das vozes tenores de Urs Bühler e Sébastien Izambard em diálogo intenso com as barítonas vozes de Steven LaBrie e David Miller alcançam projeção de rara beleza, bem permeadas pela linda condução da guitarra flamenca.

Densa, a introdução para "Crazy" (Gnarls Barkley) com letra intensa, passional, traz o firme acento do andante gitano na melodia que surge em arranjos simples, porém de grande beleza estética. Em mais uma primorosa interpretação dos cantores, surgem modulações de grande efeito, apoiadas pela crescendo da melodia em allegro vivace... Perfeito!

Apresentando "Perfect" surge uma linda balada interpretada em inglês, trazendo na divisão métrica da letra e no fraseado vocal a urgência e passionalidade latina, contida gentilmente pelo andamento ralentado da melodia, que traz em sua linha melódica um bolero moderno e cheio de bossa, traduzindo o gostoso e ousado toque de modernidade na junção entre erudito e popular. Bom momento da apresentação!

Para a suave e linda releitura de "Unchained Melody", trazendo a linda tradição do cantochão medieval, surgem brilhantes e perfeitas as vozes do quarteto, em alternâncias de tonalidades e sobreposições onde a perfeição técnica se alia aos preciosos timbres de cada componente, apoiados pelo lindíssimo instrumental... Mais um maravilhoso momento do show!

Para "Hasta Mi Final", acompanhados pelos suaves acordes do piano em diálogo com as bem pontuadas cordas de dedilhados suaves, surgem os vocais precisos, contundentes dos barítonos LaBrie e Miller, trazendo a beleza de uma melodia suave, com esparsos elementos andinos na presença das madeiras em bonitos samplers.

Mais um excelente momento da performance dos carismáticos cantores, após mais um momento de intimidade com o público, surge na execução de "Hoy Tengo Ganas De Ti" uma balada pop com os pés na modernidade, onde a bateria em cadenciado constante surge em conversões nada óbvias, em intenso diálogo com a potência da guitarra em leve distorcido e afinação alta. Great!

Traduzindo o toque aveludado da toná nos dedilhados da guitarra flamenca, emoldurando o vocal ágil e preciso dos intérpretes, surge o sucesso do popular raggaeton "Despacito" de Luis Fonsi em uma versão standard, grandiosa nos arranjos das cordas, revelando uma beleza até então oculta pela versão original, se revelando em toda sua versatilidade. Grande e inusitado momento da apresentação!

Em "Talking to the Moon", surge mais um interessante momento da apresentação, seguida pela canção inteiramente autoral do grupo "Despertar Sin Ti", uma dorida e romântica canção, permeada pelas maviosas vozes dos tenores, acompanhados pelo piano em tonalidades graves na introdução, ascendendo em vocais de tessituras altas para as porções médias da melodia, encerrando um dos momentos mais belos da apresentação.

Para o hit "Isabel" temos uma canção que flerta diretamente com o pop, no andamento ralentado e no instrumental modernizado pela percussão bem marcada, que determina com propriedade a deliciosa e levemente sensual cadência que a acompanha. Mais um magistral momento do cânone vocal nos refrões, ascendendo para regiões altas e de grande complexidade técnica, em instante onde o clássico se alinha à modernidade! Amazing!

Traduzindo toda a aura de dramaticidade do bolero, as clássicas "Quizás, Quizás, Quizás" e "Besame Mucho" surgem roupagens totalmente modernas, bem pontuadas pela percussão firme da bateria em diálogo com a blueseira guitarra.

Mais um belíssimo momento surge na inspirada versão para "Solo Otra Vez (All By Myself)", clássico de Eric Carmen também imortalizado na voz de Celine Dion, trazendo o clássico e denso acento erudito no diálogo intenso entre o piano e as cordas. Belíssimo instante da apresentação!

Além destes sucessos, canções como "Adagio", "My Way" e "Time To Say Goodbye" constaram do setlist da primorosa apresentação.


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Andrea Bocelli em Turnê Comemorativa aos 30 Anos de Carreira
Il Divo: XX Anos
C6 Fest: Dia 2
C6 Fest: Dia 1
Faith in the Future: Louis Tomlinson
The Mandrake Project: Bruce Dickinson em São Paulo
Power To Play: McFly em São Paulo
Summer Breeze Festival - Dia 3
Summer Breeze Festival - Dia 2
Summer Breeze Festival - Dia 1

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2024 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.