Site de música   
Coberturas de shows

Conhecendo o luar com Jack Johnson

Compartilhe:


Publicada em 21, Jan, 2023 por Marcia Janini


Jack_Johnson_2022.jpg
Na noite da última quarta-feira, 18 de janeiro, o Espaço Unimed recebeu mais um show da turnê "Meet the Moonlight" de Jack Johnson.

Na abertura, por volta das 20h15 o acústico instrumental de Rogê, acompanhado por grandes nomes como Armando Marçal (Mestre Marçal) e André Siqueira privilegiou várias vertentes do samba, em especial o sambalanço, em deliciosas e malemolentes mostras do mais brasileiro dos estilos musicais.

Nota para "Diáspora Negra", em parceria com Nei Lopes, trazendo a firmeza do ijexá e das sonoridades africanas por meio dos agogôs e da belíssima condução dos atabaques. Bom momento da apresentação.

Deliciosa, "Suingue do Samba" (escrito assim mesmo, de forma abrasileirada) traz a agilidade do samba-rock no fraseado vocal e nos arranjos do violão de aço em meio à força do surdo e ao repique brejeiro do pandeiro.

Mais uma deliciosa composição na cadência do sambalanço, com a presença sensual da cuíca permeando com graça a melodia "Lina Linda" não é linda só de se ver, mas também de se ouvir, literalmente. Belo trabalho do grupo!

Encerrando a descontraída passagem do grupo pelo palco "Presença Forte", parceria com Seu Jorge, traz mais uma vez o apelo gostoso do sambalanço... Boa forma de se iniciar a noite!

Subindo ao palco por volta das 21h30, Jack Johnson inicia sua apresentação ao som da descontraída "Mudfootball", seguida pela delicada "Taylor", onde à suave percussão que simula o som de delicadas conchas marinhas, se alia o forte baixo em doom, em diálogo franco com o violão de aço. Num gracioso acompanhamento o piano de acordes firmes determina um toque todo especial à melodia.

Flertando com o pop, "One Step Ahead" (título certo), traz elementos do reggae na linha melódica desenvolvida pelo violão, e pelo baixo, trazendo um charmoso teclado hammond nas conversões ao refrão, em um bom momento da apresentação.

Em um belo trabalho da bateria, o medley entre "Flake/ In the Summertime" (Mungo Jerry) traz elementos de soft rock, imersos na gostosa cadência pop que ascende para um reggae bem temperado, em uma canção ensolarada, descontraída. Repleto de carisma em seu fraseado vocal ralentado, Johnson apresenta mais um bom momento de sua performance. 

Para o medley entre "You and Your Heart/ Crosstown Traffic" mais uma criativa canção, que traz na métrica do violão acordes que remontam suavemente ao country. Blueseiro, o piano em diálogo com a bateria em "You and Your Heart" alia o pop rock ao reggae com grande propriedade, em uma contagiante melodia, onde o diálogo entre o violão e o baixo encontra apoio no diálogo vocal entre Johnson e os músicos no backing vocal, trazendo um despojamento divertido à canção. 

Após a execução do hit "Sitting, Waiting, Wishing" o pout-porri entre "Upside Down/ Time is the Master/ Badfish" (John Holt) surge com ares de jam session, onde os improvisos e experimentações sonoras surgem, num delicioso convite à descontração.

A belíssima introdução do baixo em dub para "Costume Party" traduz elementos de sonoridades black como o soul, aliado ao bem temperado piano standard para mais uma canção cheia de charme e bossa. Dedilhado, o violão surge na manutenção de uma cadência descontraída, suave, embalada pelo delicioso vocal de Jack. Great!

Em riffs rascantes, em um fraseado vocal cadenciado de métrica intrincada, surge uma canção pautada em sonoridades que remontam ao soul/blues, de maneira leve e descontraída.

"Sunsets for Somebody" releitura para o clássico de Benjamin Walker, surge em uma inspirada jam session com a participação mais que especial de Rogê e banda, numa fusão do reggae com a cadência do samba, que carrega em seu cerne a brejeirice e o chame do choro, em uma canção suavizada, de rara beleza no feliz encontro dos estilos. Great!

Em "Big Sur", o suave batuque da roda de samba invade a melodia irradiando alegria, onde sonoridades caribenhas e swingadas como o mambo e o merengue são revisitadas e assumem ares contemporâneos e modernos. Mais uma genial sacada da criatividade de Johnson.

Cadenciada e de vocal ralentado "Bubble Toes" surge em mais uma canção que assume uma posição interessante e alia elementos pop, de sonoridades urban como o rap no fraseado vocal à suave descontração do reggae e ao baixo blueseiro, para mais um bom instante do show.

Além desses sucessos, hits como "Wasting Time", "Breakdown" e "I Got You" constaram do setlist da banda, garantindo uma noite que aliou técnica ao carisma e talento de Johnson.


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Jota 25: Jota Quest Realiza Mais um Show da Tour Comemorativa em São Paulo
Andrea Bocelli em Turnê Comemorativa aos 30 Anos de Carreira
Il Divo: XX Anos
C6 Fest: Dia 2
C6 Fest: Dia 1
Faith in the Future: Louis Tomlinson
The Mandrake Project: Bruce Dickinson em São Paulo
Power To Play: McFly em São Paulo
Summer Breeze Festival - Dia 3
Summer Breeze Festival - Dia 2

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2024 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.