Site de música   
Coberturas de shows

Paula Toller relembra grandes sucessos da carreira em São Paulo

Compartilhe:


Publicada em 18, Oct, 2021 por Marcia Janini

Clique aqui e veja as fotos deste show.


Paula_Toller_2021-10.jpg
Na noite do último sábado, 16 de outubro, o Tom Brasil, localizado na zona sul da capital paulista recebeu mais um show da turnê de Paula Toller, que traz no repertório os grandes sucessos de sua carreira.

Iniciando a apresentação por volta das 22h00 ao som de "I Gotta Feeling" (The Black Eyed Peas) no cover em versão dançante, como vinheta introdutória para "Pintura Íntima", Paula chega esbanjando energia, trazendo já no início um bom momento para o show.

O groove gostoso de "Calmaí", traduzindo na arrojada melodia a ousadia expressa na letra envolvente, surge seguido pela clássica "Educação Musical II" em roupagem modernizada, na cadência pop determinada pelo cadenciado constante da bateria de Adal Fonseca.

"À Noite Sonhei Contigo" traduz na delicadeza da letra e no fraseado vocal mais um bom instante do show. Na melodia, esparsos elementos country surgem na percussão e na beleza do violão de Gustavo Camardella em arranjos fluidos.

Após a execução de "A Fórmula do Amor", em nova versão, que explora os recursos dos teclados hammond conduzidos com maestria por Gê Fonseca, traduzindo maior suavidade à melodia, surge a roqueira "Oito Anos", trazendo no teclado e nos acordes das guitarras elementos extraídos do blues, em uma composição sonora descontraída para a divertida letra. Great!

Em cover para o clássico "Ando Meio Desligado" (Os Mutantes), Paula em momento descontraído improvisa lindamente com vocalizes na finalização, homenageando Liminha, grande produtor do cenário musical brasileiro.

Blueseira, surge a gaita introdutória para a nova versão de "Lágrimas e Chuva", que num crescendo, afreta na conversão ao refrão, bem pontuada pela brilhante bateria de Adal, seguida pela firmeza das guitarras em riffs altos. Magistral trecho da interpretação de Paula no espetáculo, inspirado e cativante. Grande momento!

O teclado em acordes simples e despojados na introdução, acompanhado pelo baixo em dub de Pedro Dias e bateria cadenciada traduz a "Meu Amor se Mudou pra Lua" o delicioso acento pop para a letra reflexiva, que aborda com propriedade temas cotidianos.

Na sequência, mais um clássico da carreira de Paula junto ao Kid Abelha, a emblemática "No Meio da Rua" em versão próxima à original de 1987, com elementos modernizadores especialmente na percussão e em esparsos acordes do violão de aço, traduzindo leveza em meio ao crescendo da bateria. Amazing!

Ainda mais suave, a delicada "Nada Por Mim", grande clássico da carreira, regravada por grandes nomes da MPB, de Marina Lima a Nelson Gonçalves, surge em toda a sua radiante beleza, emoldurada com graça pelos perfeitos acordes dos violões de Liminha e Gusta, aliados à bateria cadenciada com baixo em dub no contraponto, traduzindo mais um grande momento da interpretação de Paula, em um dos momentos mais belos do show.

Na cadência gostosa do samba-rock, a nova e ousada roupagem para "Não Vou Ficar" (composta por Tim Maia e imortalizada por Roberto Carlos na década de 1970), também traduz mais um ponto de demonstração da grande versatilidade e talento de Paula como intérprete, em mais uma especial porção da noite. Criativo!!!

Trazendo a cadência firme do classic rock, em versão fidedigna à gravação original, a clássica "No Seu Lugar", marca mais um importante ponto de sinergia palco/platéia, seguida pela reggaeira e clássica releitura para "Na Rua, na Chuva, na Fazenda" (Hyldon/ 1975), igualmente ovaciada e celebrada pelos presentes.

Melodiosa em meio à intensidade do instrumental na cadência forte e marcante do pop rock, o vocal suave de Paula para "Céu Azul" (Charlie Brown Jr.) surge brilhante, trazendo como música incidental "Dreams" (Fleetwood Mac), em uma grata surpresa, apresentando a ousadia e criatividade de uma inusitada fusão musical. Perfeito!

Para a vibrante "Eu Amo Brilhar", mais um exímio trabalho dos músicos no instrumental, na cadência constante do dançante groove, bem pautados pelas perfeitas conversões da bateria, acompanhadas pelo baixo contrapontístico em dub de Pedto Dias e violões grandiosos!!! Na performance vocal, Paula literalmente brilha, em modulações preciosas!

Em mais momentos especiais da apresentação "Alice (Não Me Escreva Aquela Carta de Amor)", "Como Eu Quero", "Nada Sei" e "Eu Tive um Sonho" constaram do bem seleto repertório.

Descontraída, a finalização do show apresenta o hit "Te Amo pra Sempre", na cadência malemolente do pop rock com acentos na sonoridade latina.

Compondo o bis, canções como "Grand Hotel", "Por Que Não Eu?" e "Pintura Íntima" coroam de êxito a brilhante noite.


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Tributo ao Rei do Pop: Rodrigo Teaser em São Paulo
Humberto Gessinger em Não Vejo a Hora
Rocking Your Life em São Paulo
Dinho Ouro Preto e Orquestra Rock em São Paulo
Todo o charme latino de Magal, em show que relembra grandes sucessos
Paula Toller relembra grandes sucessos da carreira em São Paulo
O Amor no Caos: Zeca Baleiro em São Paulo
Paulo Ricardo Celebra os 35 Anos de Rádio Pirata
Maroon 5 - Tour 2020
Shaman Homenageia Andre Matos em São Paulo

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2021 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.