Site de música   
Coberturas de shows

Música Extravagante: Baby do Brasil em São Paulo

Compartilhe:


Publicada em 24, Nov, 2018 por Marcia Janini

Clique aqui e veja as fotos deste show.


Baby_do_Brasil-2018.jpg
Na noite da sexta-feira, 23 de novembro, o Espaço das Américas em São Paulo recebeu mais um show da turnê Música Extravagante, marcando o retorno de Baby do Brasil à sua carreira solo após intensa turnê com os Novos Baianos. O espetáculo contou com participação especial de Ney Matogrosso.

Subindo ao palco por volta das 23h00, Baby inicia a apresentação ao som da efusiva e roqueira versão para "Summer" (Vivaldi) na introdução ágil e repleta de pulsantes variações dinâmicas bem determinadas pela condução firme da bateria de Marcelo Brasil.

Após a execução do hit "Masculino e Feminino" surge "Dê um Rolê" (composição de Luiz Galvão), traduzindo na vigorosa linha desenvolvida pelo baixo de André Gomes em dub e na bateria cadenciada o jazz em acordes encadeados, sustentando o potente e apaixonado vocal de Baby.

O reggae deliciosamente swingado de "Telúrica", com sua emblemática letra e velada sensualidade no vocal, explora aura descontraída, trazendo o roqueiro solo da guitarra melódica de Frank Solari.

Com o acento harmonioso da salsa latina e os vocalizes groove de Baby nas conversões, a alegre "Planeta Vênus" apresenta o belíssimo solo de pandeiro pelo percussionista Marcos Suzano, e a guitarra rítmica de Rafael Garrido trazendo como música incidental "Oye Como Vá" (Carlos Santana), em dançante momento da apresentação.

De toques psicodélicos, a urgente e romântica "Seus Olhos", apresenta melodia que traduz à letra apaixonada grandes variações dinâmicas, indo do psicodélico ao reggae, passando pelo rock de linhas hard numa ousada e inusitada fusão sonora, em estilo de mini suíte pop, realizando a correspondência com o rock progressivo... Genial!

O grande sucesso "Sem Pecado e Sem Juízo" surge revisitado, com maior vigor dinâmico e agilidade no andamento, num flerte com o pop rock da atualidade.

A inédita "Você é Lindo", provocante e reflexiva na letra resposta às canções masculinas de amor e elegia às mulheres, surge ao som de emblemático bolero emoldurado com maestria pelo teclado Hammond nas conversões ao refrão, determinando aura vintage à atualíssima composição. Irreverente e delicada, louca e apaixonada... Amazing!

O dançante groove soul da inédita "Eu Vou Dizer Que Sim" traz mais uma magistral interpretação de Baby, em inspiradíssimas modulações, bem emolduradas pela guitarra em rascantes glissandos nas conversões.

Em mais uma ousada letra, a introspectiva e dramática interpretação para "Aquela Porrada" traduz a ácida crítica à sociedade contemporânea, em mais um momento que exige atenção e reflexão.

Em participação mais que especial Ney Matogrosso interpreta o grande sucesso "Bandido Corazón" e sua clássica releitura para "Pro Dia Nascer Feliz" (Barão Vermelho), em um delicioso pocket show à parte dentro do espetáculo. Brilhante em todo o contexto literal do termo!!!

Homenageando uma das maiores vozes da música popular brasileira surge a canção "Conceição" (imortalizada por Cauby Peixoto) no estilo clássico do standard em mais um lindo momento do show. Estabelecendo tonalidade suave e diáfana delicadeza, a canção se delineia com graça e firmeza.

Após a impactante releitura para o "Bolero" de Ravel executada com maestria e virtuosismo pela banda, surge mais uma participação especial no show com a presença de Bel Bessi e as Meninas do Cajón para o inusitado medley "Summertime/ Samba da Minha Terra/ Aquarela do Brasil/ Acabou Chorare/ Brasil Pandeiro" numa inusitada fusão entre o samba de terreiro e o soul/funk do fraseado vocal de preciosas modulações de Baby do Brasil.

Mais uma grata surpresa na noite, o coral Vozes de São Paulo, sob a regência de Sérgio Salles, empresta seu lindo e perfeito acento gospel em cânones para as lindas releituras de "Stand By Me" (Ben E. King) e "The Best"(Chapman/ Knight).

Em um dos mais intensos momentos de beleza da apresentação, em fusão com o ritmo afro-brasileiro marcado com precisão pelos cajons, o lindo spiritual gospel "Agnus Dei" por Michael W. Smith surge com vigor total na interpretação calorosa do coral, dividindo os vocais com a iluminada Baby. Perfeito!

Encerrando a apresentação, o clássico em versão fidedigna "Menino do Rio", "Tinindo"(tendo "Fox Lady" - Jimi Hendrix como música incidental), "Summer" (Vivaldi) na íntegra em uma rockestra realmente divina, e a execução de "A Menina Dança", realizando com propriedade o fechamento de mais um incrível, ousado e desenvolto show!


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
O R&B de Joss Stone em São Paulo
Performance: New Order em São Paulo
Música Extravagante: Baby do Brasil em São Paulo
Queen Experience in Concert Chega a São Paulo
British Lion mostra as garras e prova ser muito mais do que um mero projeto paralelo
Summer Break Festival em São Paulo
As raízes de Max e Iggor ressurgem no caos das ruas sujas e escuras do Butantã após vendaval
Em despedida de Machine Messiah em São Paulo, a máquina Sepultura segue engrenada
Festival Nova Brasil FM 2018 traz grandes nomes da MPB em São Paulo
Canta Lulu! Lulu Santos em Noite de Clássicos

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2018 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.