Site de música   
Coberturas de shows

Versão Brasileira com Jorge ben Jor e Criolo

Compartilhe:


Publicada em 04, Dec, 2017 por Fabiano Cruz


criolo-jorge-ben-jor.jpg
O projeto Versão Brasileira já faz parte do calendário musical de São Paulo. A festa que sempre nos traz dois grandes nomes da música brasileira e um DJ comandando as pick-ups no som ambiente, chegou em sua quarta edição com Criolo e Jorge Ben Jor. A sexta em uma noite gostosa e refrescante, teve o espaço das Américas na Barra Funda um excelente público, mostrando que o formato, mesmo em um dia de trabalho e começando relativamente tarde, faz sucesso entre os amantes de nossa música.

O som da festa foi deixando as pessoas a vontade (muitas já dançavam antes do show) desde a abertura da casa e sem muitos atrasos, Criolo subiu ao palco. O rapper que deu uma moldada ao seu som lançando o disco de sambas Espiral de Ilusão teve esse como o foco de sua apresentação. Não deve ser fácil chegar tocando um estilo qual Jorge Bem tem estigma de mestre antes dele no mesmo palco, mas canções como a faixa título, Menino Mimado e Nas Águas mostrou um Criolo seguro nas canções. O Samba sempre teve um espaço aqui e ali na obra de Criolo, mas o tom rapper misturado ao gingado do samba teve espaço em Ainda Há Tempo e Fermento Pra Massa. Criolo em palco tem uma dualidade forte: enquanto suas letras transbordam críticas feroz em palavras extremamente pensadas e criativas, sua imagem pessoal ilumina paz; um dos maiores pensadores de nossa atual música mostra a realidade de muitos sem soar agressivo. Aplaudidíssimo!

E em um curto intervalo, o clima de festa chega com tudo. A criatividade e retalho musical que mistura Samba, Rock, Jazz, experimentos de Jorge Ben já é ícone na história da música brasileira. O astral de sua apresentação é surreal, impossível ficar quieto a sons como Oba Lá Vem Ela, Santa Clara Clareou, Magnólia, Fio Maravilha... Jorge Ben esbanja simpatia e dá espaço a todos seus músicos em improvisos que mesmo em certos momentos longos, não cai nem um pouco a energia da apresentação; e tome canções que já fazem parte do cancioneiro moderno brasileiro - W/ Brasil, Pais Tropical, Taj Mahal. Quase duas horas de uma apresentação que representa perfeitamente a festa proposta pela produção.

Produção, aliás, perfeita em todos os sentidos, da iluminação sem falhas e muito colorida ao som cristalino saindo das caixas e PAs; mesmo que o Espaço das Américas já seja uma casa qual prioriza a qualidade sonora, nesse show chegou a sem nenhum erro, numa qualidade 100%, algo realmente complexo de fazer e raro de acontecer.

Como será a produção do próximo Versão Brasileira? Qualidade já sabemos que temos.. nessa quarta edição deixou aquele gosto de "quero mais" mesmo sendo mais de quatro horas de música contado DJ e apresentações! Que venha a quinta edição!


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Solid Rock Festival: Apresentações Épicas em São Paulo
Roberto Carlos Só Para Mulheres
Infinite Content: Arcade Fire em São Paulo
The Wailers em São Paulo
Steve Rothery Band em São Paulo
HammerFall faz dos clichês do metal seus trunfos e volta a entregar aos fãs o que da banda se espera
Trinca de Ases - Nando Reis, Gilberto Gil e Gal Costa
Versão Brasileira com Jorge ben Jor e Criolo
R5, entre e fique à vontade!
Apocalyptica mostra porque o álbum ´Plays Metallica by Four Cellos´ é um sucesso

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2017 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.