Site de música   
Coberturas de shows

HonorSounds: De La Tierra + Armored Dawn em São Paulo

Compartilhe:


Publicada em 05, Nov, 2017 por Fabiano Cruz

Clique aqui e veja as fotos deste show.


De_La_Tierra-2017.jpg
A HonorSounds vem se destacando aos poucos em suas produções, sempre com qualidade e com a assistência social como base, o que mostra seus trabalhos sendo feitos com garra e compaixão, e com profissionalismo acima de tudo. Véspera de feriado fomos nós do Musicão cobrir a vinda do De La Tierra pela HonorSounds no Tropical Butantã. Pontual, chegamos e o evento já tinha começado com a banda Karburalcool ? o que pelo menos para mim passou despercebido que eles tocariam nas informações do evento. Uma pena, pois a banda do interior paulista, com palco reduzido, bateria montada ao lado do palco e som ainda sendo regulado às pressas, mostrou garra e potencial, marcado pela voz grave e potente do vocalista Ricardo Girardi. Deu tempo de ver Em Busca do Que se Perdeu, com a participação do vocalista Rogério Fernandes (do Carro Bomba, que gravou com a banda a faixa em primeiro registro de estúdio), o desabafo do inferno que são as redes sociais em Patrulha Social, e a homenagem ao Silvio Lopes da banda King Bird em Barta Blues. A Karburalcool foi uma excelente escolha para começar a noite!

Sem muita demora, a sequência veio com Armored Dawn. Liderada pelo vocalista Eduardo Parras e nascida da finada Mad Old Lady, a banda vem com seu Power Metal carregado de lendas nórdicas e vikings ? nada novo na realidade, porém a banda com poucos anos de vida aposta na experiência de seus músicos e no forte marketing, visto que o local até montaram um stand onde os fãs pintaram a cara com marcas de guerras e tiraram fotos com espadas e elmos. O resultado foi uma casa nesse momento cheia, inclusive com fãs a caráter com cosplay de reis, rainhas e guerreiros. Promovendo o novo trabalho Barbarian in Black, o Armored Dawn começou a apresentação com bastante energia, que contagiou os presentes que cantavam a todo momento. Músicas novas intercalavam com canções do primeiro trabalho como Willian Fly (The Pirate) e Warrior Soul. A banda é coesa em palco, mesmo que a quantidade de instrumentos em certos momentos ficou embolada, afinal, ao vivo tanto banda como produção tem que rebolar muito para equalizar uma banda com duas guitarras e um teclado e tudo sair perfeito; alguns destaques individuais se sobressaem, como o baixista Fernando Giovannetti (que fez um excelente solo) e o tecladista e guitarrista Rafael Agostino, que mostrou energia de sobra; Parras mesmo sendo o claro líder da banda em muitos momentos deixou a desejar uma presença de palco forte, que foi coberta pela movimentação de outros integrantes. Os destaques ficaram pela quase Hard Rose Tatto e pela balada nova Sail Away, sendo bem criticada pela mídia especializada. Uma apresentação com energia, porém bem burocrática.

Sem muita demora, as 22:00 quase pontualmente ? o que daria até para o pessoal curtir a noite de pré feriadão pós evento -, o supergrupo latino subiu ao palco já arregaçando com Maldita Historia de seu debut. Sr. Flavio, Andreas Kisser, Andrés Gimenez e Alex Gonzalez já mostraram todo o poder do De La Tierra ao vivo; os sons calcados no Heavy Metal mais atual com toques de Thrash e elementos latinos caem perfeito ao vivo. Promovendo o segundo trabalho recém lançado, a banda sem muito falar manda Señales e Rostros numa pancadaria sem dó. Infelizmente o público reduziu a menos da metade para o De La Tierra, mas os que ficaram, tímidos no começo, começaram a agitar pra valer em enormes rodas no salão com San Asesino e Puro. Impossível um destaque individual, o De La Tierra soa como uma unidade só, porém mesmo assim Gonzalez chamou a atenção para si em vários momentos com sua insanidade na bateria, tocando de forma extremamente agressiva as viradas e tocando em pé, muito do poder do som vem da forma que ele toca; e interessante ver como o Andreas Kisser se porta em outra banda além do Sepultura, com duas guitarras, ele fica mais a vontade para criar harmonias e ambientes, mostrando que é sim um dos melhores guitarristas do Heavy Metal não só do Brasil, mas sim do mundo, o que devemos o dar muito respeito. E tome pancadaria atrás de pancadaria num show que pouco deu trégua para nós descansar: Dois Portais, Chamán de Manaus, Ciénagas de Odio. Antes de Somos Uno e Sín Limites, Flavio fez um caloroso e pelo discurso sobre como o latino americano nasceu por debaixo de lágrimas e sangue, e continua até hoje por imposições sociais e culturais de países do ?primeiro mundo?, e só mudaremos a situação quando tivermos a consciência de sermos um ? excelente, real, verdadeiro; pena q eu poucos viram... A banda termina com o bis matador com Sangramos ao Resistir e Cosmonauta Quechua.

Vale dois destaques na visão desse que vós escreve negativa: uma quase antipatia pela banda de fechamento pela maior parte do público; o tema e sonoridade levado pelo De La Tierra, podem não concordar, mas tem muito valor social e histórico para nós, portanto um mínimo de respeito deveriam ter por parte dos fãs que lotaram a casa na banda de abertura, mas não apreciaram o trabalho mais próximo a nós. A segunda o tratamento da casa para quem trabalha na mídia; não, não fomos mal tratados de forma alguma, porém a mesma antipatia foi vista em nossa recepção na lista de imprensa e a casa não nos permite nem entrar com água, coisa que em todas as outras casas paulistas permitem quem vai trabalhar entrar com um lanche e água; não sei dizer se quem recepcionou é da casa ou da produtora, mas é algo a deixar claro.

Obviamente que esses detalhes não estragaram a noite e as apresentações, feito tudo bem simples, porém com profissionalismo tanto da produção como dos músicos; e em uma noite antes de feriadão pudemos ou retornar para a casa ou curtir a noite com uma satisfação imensa de ter presenciado o evento.


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Delain + Vuur no Tropical Butantã
Los Hermanos surpreende em apresentação para 45 mil pessoas em São Paulo
Mark Farner no Teatro Gamaro
Temple of Shadows in Concert em São Paulo
Clube da Esquina: Milton Nascimento em São Paulo
O Death Metal de Beyond Creation e Exhumed Chega à São Paulo
Gilberto Gil e Paralamas do Sucesso - Projeto Versão Brasileira
Lolla Parties: Snow Patrol + Lany
Freshen Up: Paul McCartney em São Paulo
Jota Quest no Acústico ´Músicas Para Cantar Junto´ em São Paulo

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2019 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.