Site de música   
Coberturas de shows

The Maine em São Paulo

Compartilhe:


Publicada em 17, Jul, 2017 por Regiane Donadi

Clique aqui e veja as fotos deste show.


The_Maine_2017.jpg
THE MAINE
John O´Callaghan, voz, Jared Monaco, guitarra, Garrett Nickelsen, baixo, Kennedy Brock, guitarra, Patrick Kirch, bateria, e Andrew DeStefano ? músico de apoio nas turnês ?, teclado, são de Tempe, Arizona, nos Estados Unidos, mas nos últimos dez anos eles têm se dedicado a conquistar cada pedacinho do planeta com muita música de qualidade, registrada em seis álbuns de estúdio, nove EP e um álbum ao vivo.

LOVELY LITTLE LONELY TOUR
A banda tocou pela primeira vez no Brasil em 2011 e desde então nunca mais parou. Prova disso é a inclusão do país ? pela quinta vez ? na turnê de divulgação do novo álbum de estúdio, Lovely Little Lonely, antes mesmo do seu lançamento em abril, com ingressos disponíveis para compra desde janeiro.

E na noite desse sábado, 15, a banda deu o ponta pé inicial à turnê brasileira, com um show no Tropical Butantã, em São Paulo.

Como programado, a abertura ficou por conta de Michael Richardson, escolhido, numa batalha de bandas, para se apresentar em três cidades: São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro.

Com um set de trinta minutos, ele mostrou algumas músicas autorais, disse o quanto estava super feliz com a oportunidade de abrir o show da banda que ele é fã e conquistou o público de vez quando tocou Take Me Dancing, do próprio The Maine.

Cabelos impecáveis? Roupas alinhadas? Conforto? Se você pensou que seria assim, definitivamente, estava no show da banda errada. O clima foi INTENSO e isso significou estar PRESENTE em cada momento. Deixar do lado de fora, como o próprio John pediu, tudo de ruim que a vida, de certa forma, nos apresenta: os períodos difíceis na escola, os empregos não tão bacanas, as amizades falsas e os governos corruptos.

Às 19:00 em ponto, o show começou com Lovely e enquanto a banda entrava no palco ? destaque para o conjuntinho florido do John ? a gritaria ecoava em cada centímetro da casa e, logo em seguida, já estava todo mundo cantando Black Butterflies and Déjà Vu.

É inegável: a cada ano a banda evolui muito e John é um líder nato. Ele realmente se transforma ao vivo, sabe o que quer e como conseguir extrair o melhor do público. Em Am I Pretty? brincou com um fã próximo do palco e pediu para que outros fizessem uma roda em torno dele, deixando-o em destaque, e aproveitou para fazer alguns movimentos mais "sexy", deixando o público enlouquecido.

A setlist passou por várias fases da banda e a parte mais "rock and roll" ficou por conta de My Heroine, com John mexendo e conversando muito com o público, We All Roll Along, com um solinho do Jared antes da música, e The Way We Talk, quando John aproveitou para dizer que eles não estavam ficando velhos e sim mais bonitos. Nada bobo!

Nada de diminuir o ritmo. John desceu do palco e cantou English Girls grudado na grade, envolto em uma bandeira do Brasil, e depois brincou que realmente estava ficando velho, já que não conseguiu voltar para o palco com tanta facilidade. Uma vez lá, ele aproveitou para declarar o amor da banda pelo público brasileiro mais uma vez, utilizando uma brincadeira de pergunta e resposta:
- Nós amamos vocês!
- Por quê?
- Porque vocês são legais e fofos.
E depois inverteu os papéis, com o público perguntando e a banda respondendo:
- Quanto? (Vocês nos amam)
- Muuuito.
E para provar esse amor, São Paulo ganhou uma música que eles nunca tocaram ao vivo: How Do You Feel. É para pegar no ponto fraco de qualquer fã.

Depois de vários hits, Raining in Paris protagonizou o único momento mais calmo do show.

Na sequência, uma certa "tensão" tomou conta do público, uma vez que John escalou as caixas de som e se pendurou em uma barra de ferro no teto, mas logo tirou de letra essa situação, quando desceu e convidou um fã para o palco ? Vinícius ou, carinhosamente chamado por ele, V ? para ajudá-lo a cantar Girls Do What They Want. Apesar da timidez, V mandou super bem!

Seguindo o ritmo, Diet Soda Society, Do You Remember? e Bad Behavior.

Com um show tão enérgico ficou impossível perceber que já estava no fim e quase uma hora e meia depois, a banda fechou o ? ótimo ? show com Another Night in Mars.

A turnê brasileira terá mais seis shows: Limeira (16), Porto Alegre (18), Curitiba (19), Brasília (21), Belo Horizonte (22) e Rio de Janeiro (23).

Setlist:
Lovely
01 Black Butterflies and Déjà Vu
02 Am I Pretty?
03 Like We Did
04 (Un)Lost
05 My Heroine
06 We All Roll Along
07 The Way We Talk
08 English Girls
09 How Do You Feel?
10 Take What You Can Carry
Lost in Nostalgia
11 Right Girl
12 Raining in Paris
13 Girls Do What They Want
14 Diet Soda Society
15 Do You Remember?
16 Bad Behavior
17 Another Night in Mars


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Samsung Best of Blues: Joe Satriani e Artur Menezes em São Paulo
Julieta Venegas no Tom Brasil
The Maine em São Paulo
A Atualíssima Fusão Rock/ Soul: Dead Daisies e Richie Kotzen
Luiza Possi Canta Michael Jackson
Show Barão Vermelho - Turnê #Barãoprasempre
Milton Nascimento em 'Semente da Terra'
Rodrigo Teaser - Tributo ao Rei do Pop: homenagem é marcada pela emoção da data
Zé Ramalho Comemora 40 anos de Carreira em São Paulo
Nx Zero grava novo DVD ´Registro Norte´ em São Paulo

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2017 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.