Site de música   
Coberturas de shows

Violator na Clash Club

Compartilhe:


Publicada em 25, Jan, 2017 por Ya Amaral


No último sábado (21/01), no clima ainda chuvoso de São Paulo capital, a Clash Club na Barra Funda se preparava para receber um dos nossos maiores nomes e referências em thrash metal: Violator.

Há 15 anos a banda vem deixando o seu legado em vários países. Sempre que o Violator anuncia turnê, são feitos diversos shows ao redor de todo o país e também de outros países, assim não existe um lugar onde eles “tocam mais”, por isso muita gente se deslocou de vários estados para prestigiar a apresentação da banda.

Mas não posso dar todo o crédito ao Violator. O dia dos metalheads ainda contou com o sons do Armadilha (heavy metal), Damn Youth (thrash metal), D.E.R. (grind) e Cemitério (death/thrash metal). Cheio de diversidade entre estilos musicais, o festival lotou, ficando quase impossível ultrapassar todas as pessoas para chegar até o mosh.

O discurso entre as bandas foi um só: respeito e igualdade, além de duras críticas ao governo regente. O D.E.R. usou de plano de fundo para o show, um vídeo com o rosto do atual presidente, para que o público refletisse acerca da atual situação política.

As três primeiras apresentações tinham bastante público e agitação, apesar do Armadilha ter sofrido um pouco por conta de ser a primeira e ainda haver muito público fora da casa. Mas o Damn Youth já trouxe mais empolgados, assim por diante.

Enquanto o show rolava, o público conseguia acesso ao Pedro Poney, que com certeza foi a estrela do evento. Muitos fãs o pararam e ele foi solícito à todos, inclusive parando para conversar, como já havia feito no Kool Metal (em novembro de 2016), onde tocou com o Possuído pelo Cão.

Sem dúvidas camisetas do Cemitério estavam por todos os lugares, tanto quanto as do Violator, as vendas de merchan estavam bastante aquecidas, o que é excelente de se ver atualmente.

O show do Cemitério começou com um problema na caixa amplificadora do lado esquerdo do palco, mas isso não afetou a performance, o setlist foi executado instigando o público a transformar a Clash em um tornado. Não deixou nada a desejar, a divulgação do novo EP “Oãxiac Odèz” foi feita, assim como as músicas do álbum “Cemitério” e muitos tinham as letras na ponta do língua.

Nenhum dos shows foi curto, todos com pelo menos 45 minutos e não houve demora para a troca de uma banda para outra. Mas a apresentação do Violator tinha um pouco mais de pessoas que o show anterior. Uma das cordas da guitarra do Cambito estourou duas vezes, o que rendeu duas pausas no show. O lado bom é que o Poney contou histórias antigas da banda, falando inclusive sobre “bater o pentagrama”, história entre os colegas antigos de show, citando inclusive o vocalista Diego Nogueira (Blasthrash) como um deles.

A música “False Messiah” foi anunciada e agradou o público que já tem empatia com o assunto e entendeu a referência direta usada pela banda. Durante os minutos finais era possível acompanhar várias pessoas sendo retiradas do meio do show, ou passando mal, ou muito cansadas.

O encerramento foi espetacular, com a clássica UxFxTx (United for Thrash), deixando o público bastante animado com a certeza de que valeu a pena ir até a Clash naquela noite.

As únicas observações negativas são as garrafas de cerveja de vidro que estavam sendo comercializadas no evento, que poderia ter causado ferimentos entre o público e também o desrespeito de alguns homens que estavam presentes. Muitas mulheres presentes foram assediadas de alguma forma.

Esse festival não deixa dúvidas que o metal no Brasil não morreu e dá a esperança de que mais shows nacionais possam lotar cada vez mais.


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Luiza Possi canta Michael Jackson num tributo emocionante no Teatro Porto Seguro
Super Tour de Pet Shop Boys passa por São Paulo
Overload Music Fest 2017
The Vamps em São Paulo
5 Seconds of Summer em São Paulo
In Concert: Roberto Carlos em São Paulo
Information Society na Audio Club - Festa da Toco
Festa Rádio Metropolitana com Skank
Show Lindsey Stirling no CitiBank Hall
Nile em São Paulo

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2017 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.