Site de música   
Coberturas de shows

Peter Hook and the Light Brilha em São Paulo

Compartilhe:


Publicada em 07, Dec, 2016 por Marcia Janini


Peter-Hook-2016.jpg
Na noita da terça-feira, 6 de dezembro, Peter Hook e banda se apresentaram no Cine Jóia em São Paulo para mais um show da turnê "Substance by Joy Division and New Order".

Iniciando a apresentação por volta das 22h00, a batida cadenciada e marcante determinada pela bateria de "Lonesome Tonight" na cadência do post-punk.

Trazendo o proto-synth na cadência frenética e dançante, numa perfeita correspondência entre baixo em dub e guitarra de acordes solapados, "Procession" surge.

Para "Cries and Whisper" o baixo predomina na condução da linha melódica, marcante na cadência ágil do dark wave, seguida pelo hit "Ceremony", em um dos instantes mais dinâmicos da apresentação.

Densa, a introdução de "Everything´s Gone Green" traz bateria em diferenciada função, acompanhando a trilha explorada pelo sintetizador. Elementos da sonoridade industrial surgem mesclados às guitarras distorcidas e atonais... Grande momento da apresentação!

A emblemática "Temptation", traduz na introdução dançante o que viriam a ser as bases da sonoridade electro, apresentando na fusão entre o rock das guitarras e a cadenciada batida eletrônica, em andamento malemolente, linha melódica simples, porém de grande efeito. Explorando a temática do romantismo tardio, a letra introspectiva traduz o grande diferencial deste grande clássico. Amazing!

A impecável execução de "Blue Monday", com introdução instrumental em sampler, traz também o sempre marcante e personalizado timbre de Peter Hook, em uma de suas mais inspiradas performances vocais da noite. O baixo potente e dinâmico emoldura com propriedade a melodia.

Mais um especial momento da noite aparece na fidedigna execução de "Confusion", que explora o andamento EBM, em sonoridade cadenciada e densa. Esparsos elementos de techno nas conversões ao refrão e a divisão ajustada dos vocais determinam mais um instante especial do show.

Após a execução dos sucessos "Thieves Like Us" e "The Perfect Kiss", o marcante som difuso da introdução de "Subculture" inicia seus acordes. Em cadência ralentada e suaves variações dinâmicas, a canção ambienta momento introspectivo do show.

"Shellshock" determina mais um ponto alto do espetáculo. A alternância do vocal bem como a complexa divisão silábica do fraseado são executadas com precisão, sem perder o mote de descontração... Perfeito!

Reflexiva "State of Nation" abre espaço para um bloco de grandes hits do New Order, como "Bizarre Love Triangle", "True Faith" e "1963".

Para a segunda parte da noite, foram selecionados grandes sucessos do início da carreira com o Joy Division, começando por "No Love Lost", que explora cromatismos diferenciados na cadenciada introdução, ascendendo para a frenética cadência post-punk...

Constaram também do setlist desta porção da apresentação as emblemáticas "Shadowplay", "Leaders of Men", "Digital", "Transmission", "She´s Lost Control", "Dead Souls" e "Love Will Tear Us Apart" entre outras, contabilizando cerca de duas horas de uma apresentação bem realizada.


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
The Maine em São Paulo
A Atualíssima Fusão Rock/ Soul: Dead Daisies e Richie Kotzen
Luiza Possi Canta Michael Jackson
Show Barão Vermelho - Turnê #Barãoprasempre
Milton Nascimento em 'Semente da Terra'
Rodrigo Teaser - Tributo ao Rei do Pop: homenagem é marcada pela emoção da data
Zé Ramalho Comemora 40 anos de Carreira em São Paulo
Nx Zero grava novo DVD ´Registro Norte´ em São Paulo
The Stylistics Embalam o Valentine´s Day em São Paulo
21o Festival da Cultural Inglesa no Memorial da América Latina

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2017 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.