Site de música   
Coberturas de shows

É Mágico, é Sonho, é Coldplay em São Paulo

Compartilhe:


Publicada em 08, Apr, 2016 por Marcia Janini


coldplay-2016.jpg
Na noite da última quinta-feira, o Allianz Parque abriu seus portões para mais uma apresentação do Coldplay, que excursiona pela América Latina com a turnê "A Head Full of Dreams".

Subindo ao palco por volta das 21h30, após bela e inusitada introdução com o play back de "O Mio Bambino Caro" imortalizado na voz de Maria Callas, a canção título da turnê "A Head Full of Dreams" ecoa pelo estádio, trazendo excertos dos acordes clássicos de Charlie Chaplin em meio à ambientação festiva, traduzindo em seu bojo a latinidade ensolarada da rumba no andamento, permeada pela atualidade dos sintetizadores eletrônicos, numa viagem aos sentidos.

Em diversos momentos do show, o estádio se tinge de multicor com as pulseiras de leds eletrônicos distribuídas previamente entre o público, acionadas por controle remoto, acompanhando a pulsação das canções num dos mais ousados efeitos de cenotécnica já vistos. Canhões de confetes coloridos e um dos mais intrincados esquemas de iluminação, explorando cores vivas e alegres, resultam num espetáculo grandioso. Amazing!

Após a execução do grande hit "Yellow", a dançante e divertida "Every Teardrop Is a Waterfall" abre espaço para um dos mais conhecidos sucessos da banda, a linda balada "The Scientist", num dos momentos mais importantes da performance individual de seu front man conduzindo a melodia ao piano, emoldurando seu belo timbre vocal, de cristalina suavidade. Grato momento do show!

Na sequência de "Birds", surge a belíssima e suavizada releitura para a eletrônica "Paradise", sucesso de Tiësto, traduzindo às inovações tecnológicas da melodia o delicioso acento clássico do piano bem temperado e da guitarra em afinação padrão. Momento de extrema expressividade estética, onde o antigo e o novo se fundem num amálgama tão bem construído que soam harmoniosos, como se um fosse complemento do outro e desde sempre assim fosse! Perfeito! Na finalização, ares de rave determinados pela incursão de sonoridade dançante próxima ao trance traduz ainda maior dose de ousadia e vitalidade à canção.

Abrindo a parte B-Stage da apresentação, dedicada às canções suaves, de acordes doces e orquestrais ocorre a reinvenção ao estilo tradicional de se tocar piano popular. A introdução é lindamente executada, com extrema perícia aliada à ímpar naturalidade e segurança dos integrantes da banda. Impactante!

Buscando elementos da sonoridade céltica, os tambores aliam-se ao violão country, traduzindo ao folk charme e viço totalmente atuais para a tradicional estrutura em rondó da melodia de "Everglow".

A pop "Magic", com acentos soul para o andamento ralentado determinado pelo pulso do tambor e acordes solapados do violão, surge também como grande diferencial à apresentação.

Explorando sonoridades extraídas das vertentes urban como o hardcore, "Army of One" encerra este criativo bloco de canções de forma despretensiosa, determinada pela melodia de andamento cadenciado e fluidez.

Numa brincadeira musical sobre o tempo e suas nuances, surgem "Clocks" e "Midnight" (trecho) antecedendo a divertida e dançante "Charlie Brown" em um dos mais vibrantes momentos do espetáculo.

Em um momento de rara beleza, a suave "Hymn for the Weekend" cantada em coro uníssono pela platéia junto com seu ídolo determina um dos maiores momentos de comunicação palco platéia.

Aliada à canção anterior "Fix You" traduz na conversão ao refrão acordes encadeados de movimento cíclico, em cromatismos de extrema complexidade, demonstrando a grande agilidade dos exímios músicos, extraindo da velocidade instrumental da guitarra acordes de suavidade surpreendentemente marcante, num efeito sonoro, no mínimo, inusitado!

Após inspirada releitura em homenagem a David Bowie por meio da clássica "Heroes", o estádio celebra a alegria e a simplicidade na execução de "Viva La Vida", uma das mais dançantes composições da banda.

Na manutenção da aura dançante, a discoteca ganha vulto na releitura de "Adventure of a Lifetime", grande sucesso na gravação de Rolling Stones.

No bloco de encerramento da apresentação, os sucessos "Trouble", "Speed of Sound", "Amazing Day", "A Sky Full of Stars" e "Up & Up" são executados com maestria e brilhantismo.


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
The Maine em São Paulo
A Atualíssima Fusão Rock/ Soul: Dead Daisies e Richie Kotzen
Luiza Possi Canta Michael Jackson
Show Barão Vermelho - Turnê #Barãoprasempre
Milton Nascimento em 'Semente da Terra'
Rodrigo Teaser - Tributo ao Rei do Pop: homenagem é marcada pela emoção da data
Zé Ramalho Comemora 40 anos de Carreira em São Paulo
Nx Zero grava novo DVD ´Registro Norte´ em São Paulo
The Stylistics Embalam o Valentine´s Day em São Paulo
21o Festival da Cultural Inglesa no Memorial da América Latina

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2017 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.