Site de música   
Coberturas de shows

Todos os sucessos, todas as noites: Lionel Richie em São Paulo

Compartilhe:


Publicada em 10, Mar, 2016 por Marcia Janini


Na quente noite da última quarta-feira, 9 de março, o cantor Lionel Richie, um dos marcos do r&b mundial, se apresentou para um público de aproximadamente 7 mil pessoas no Ginásio do Ibirapuera em São Paulo.

Na apresentação de mais um show da turnê All the Hits All Night Long que passa pela América Latina, o intérprete privilegiou todos os grandes hits de sua carreira, incluindo canções da fase em que figurava como membro da banda Commodores, ainda nos já longínquos anos 70.

Com um dos mais belos cenários exibidos nos últimos tempos, num esmerado trabalho da cenotécnica brilhando em um show de luzes e cores digno de um astro de sua magnitude, Mr. Richie sobe ao palco do Ginásio por volta das 22h30 trazendo um dos grandes sucessos de sua carreira nos anos 80, a canção "Running With the Night" repleta de vitalidade e elementos modernizantes extraídos do pop urban, traduzindo na dançante cadência o charme típico do r&b, bem explorado pela cadência contagiante determinada pela bateria brilhantemente conduzida e baixo em dub, em perfeito contraponto.

A balada soul Penny Lover traz na gaita blueseira uma deliciosa pitada de sensualidade, emoldurando com graça e leveza a melodia de acordes doces.

Relembrando em medley dois grandes clássicos junto aos Commodores, surgem encadeadas "Easy" e "My Love", onde Lionel responsabiliza-se também pela magistral condução do piano, apresentando num gesto de graciosa generosidade seu jovem e talentoso guitarrista Ben Mauro para o solo de "Easy". Nota para os belos arranjos do sax tenor, e para a transposição em variação dinâmica determinando a calorosa cadência do reggae próximo à finalização da canção, num dos momentos mais celebrados e de maior sinergia da apresentação.

Um dos aguardados momentos da apresentação, a execução do grande sucesso "You Are", sucedendo a delicada "Ballerina Girl", trouxe aura de romantismo e velada ousadia, em notas e arranjos límpidos, de grande beleza estética.

Simpático, o cantor estabelece com seu público logo ao início da apresentação excelente comunicação, demonstrando de forma bem humorada o prazer de estar diante da numerosa platéia, realizando de quando em quando esparsas anedotas sobre algum adereço de palco supostamente fora de lugar ou reminiscências de suas canções.

As diáfanas "Still" e "Oh No", são executadas com acompanhamento ao piano, em um momento de maravilhamento, onde os dedos ágeis de Lionel passeiam com extrema desenvoltura pelo teclado.

Com atmosfera suavemente revisitada, determinada com intensidade apaixonada pela gaita que ladeia a melodia emprestando-lhe arrebatada ousadia, "Stuck on You" aparece majestosa, brilhante.

Em um momento especial da apresentação, onde o animado cantor ensaia bem sucedidos passos convidando seu público a dançar, as alegres noites da era disco reaparecem com a execução do bem temperado medley entre "Brick House" e "Fire", onde o brilho do metal e do baixo demarcando de forma malemolente e deliciosa a melodia fazem deste um dos mais divertidos instantes do show.

Brilhante, Lionel fazendo-se acompanhar ao piano, executa com inspiração e propriedade ímpares o grandioso sucesso "Three Times a Lady" angariando efusivos aplausos da platéia. Sua melodiosa voz, bem colocada, de timbre aveludado e único passeia por alternâncias incomuns e perfeitas, realizando desenhos melódicos de alta complexidade.

Após "Sail On", explosão de vitalidade e ritmo surge na execução da dançante "Lady (You Bring Me Up)", antecedendo o intimista momento onde Lionel divide os microfones com o coral feminino formado pela platéia em "Endless Love" (sucesso em seu dueto com Diana Ross nos anos 80).

Em mais dois grandes momentos do show "Say You, Say Me" precede a enérgica "Dancing on the Ceiling", num convite ao agito e à descontração.

Encerrando a brilhante apresentação, a introspectiva e sentimental "Hello" com sua intensa carga de dramaticidade traduz momentânea calma à apresentação, quebrantada em seguida pela festiva "All Night Long".

Para grata surpresa dos presentes, o intérprete brinda seus fãs com o bis onde "We Are the World", relembrando uma das campanhas humanitárias de maior sucesso de todos os tempos, traduz de volta o espírito de solidariedade tão em voga nos anos 80, chamando a atenção para a atualidade dos problemas sociais no mundo.

Genial e cheio de bossa, que por todas as noites pelos próximos anos, este grande artista continue a brindar as próximas gerações com suas canções extremamente belas, humanas e especiais.


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Luiza Possi canta Michael Jackson num tributo emocionante no Teatro Porto Seguro
Super Tour de Pet Shop Boys passa por São Paulo
Overload Music Fest 2017
The Vamps em São Paulo
5 Seconds of Summer em São Paulo
In Concert: Roberto Carlos em São Paulo
Information Society na Audio Club - Festa da Toco
Festa Rádio Metropolitana com Skank
Show Lindsey Stirling no CitiBank Hall
Nile em São Paulo

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2017 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.