Site de música   
Coberturas de shows

Magic! em Fortaleza

Compartilhe:


Publicada em 25, Jan, 2016 por Daniel Tavares


Magic-Fortaleza.jpg
Os canadenses do MAGIC! escolheram Fortaleza para dar início a sua nova passagem pelo Brasil. Nasri Atweh (vocalista), Mark Pellizzer (guitarrista), Ben Spivak (baixista) e Alex Tanas (bateria), depois de fazer muito sucesso nas rádios com o sucesso "Rude", que lhes abriu as portas inclusive para uma apresentação no Rock In Rio, foram convidados pela Arte Produções para tocar no Centro de Eventos do Ceará. Estivemos lá, representando o Musicão, para conferir o show do quarteto de Toronto.

De início, alguns DJs ajudaram a esquentar o clima até que, pontualmente às 23h, os quatro rapazes começaram com a explosiva e, talvez, mais rocker "Little Girl Big World", canção em que a influência de bandas como THE POLICE fica abundantemente clara. A resposta do público, embora relativamente pequeno, foi a melhor possível. A plateia continuou pulando muito em "Mama Didn´t Raise No Fool", cujo refrão dizia "Não vou correr atrás de você. Mamãe não criou nenhum idiota". Foi aí que aconteceu o primeiro momento "paradinha", com o público acompanhando com palmas enquanto Ben e Mark apenas observavam, admirados com a recepção cearense.

Embora definida muitas vezes como uma banda de reggae, o som dos canadenses é bem mais que isso. O estilo jamaicano só veio dar as caras com bastante força mesmo na inusitada versão, quase maranhense, para o hit de Cyndi Lauper, "Girls Just Want To Have Fun". E era mesmo o público feminino que mais parecia se divertir com os trejeitos do narigudo Nasri.

A ótima "Stupid Me" teve sua vez logo em seguida. Esta é mais uma das canções que mostram bem de que fonte eles beberam, o estilo "Reggatta de Blanc" do já citado trio inglês. São canções, que embora não primem pela complexidade, misturam várias nuances, com o Reggae como fio condutor. "Sunday Funday", ensolarado novo single, de um futuro novo álbum, talvez ainda mais pop, também esteve presente.

Nasri não tem na voz a agressividade de alguns outros praticantes do reggae mais roots, o que acaba posicionando o grupo que ele capitaneia numa área bem mais pop, embora esse também não seja um adjetivo que melhor defina o som da banda. Na canção de Drake, "Hotline Bling", o vocalista pega o celular de alguém na plateia e canta como se falasse ao telefone, enquanto seu amigo Mark Pellizzer surpreende com um belo solo de guitarra ao fim da canção.

O baixista Ben também toca teclado na bela "Let Your Hair Down". A voz doce de Nasri dá a tônica da canção, que poderia muito bem fazer parte do repertório de qualquer luau. O vocalista, narigudo, feio, tímido, simpático, vagabundo de bom coração, se mostra um bom front-man, percorrendo todo o palco, apontando para os fãs, ensaiando subir nas colunas laterais... Quanto a Alex, o baterista de visual nerd faz muito bem seu papel, tanto nas partes mais reggae, quanto nas mais rockers, se sobressaindo e surpreendendo como instrumentista. E em "Is This Love", de Bob Marley, o músico inicia com um breve solo de bateria. A alma do reggae, claro, tinha que ser reverenciada.

O show continuou com o quarteto reforçando a imagem de bons moços em "No Evil". E, já falamos muito de THE POLICE aqui? A banda mostrou não se importar com a comparação e escancara a influência, mas numa versão mais rápida e catártica, para "Message In A Bottle". E todos os celulares se posicionaram para um dos maiores sucessos da banda, "No Way No".

Pop, New Wave, Surf Music, Reaggae, tudo na mesma canção, "Don´t Kill The Magic", faixa título do álbum que os pôs no mapa, iniciada a capella e com um final apoteótico antecedendo o mais que manjado bis. Claro que o maior sucesso dos quatro não poderia ficar de fora. Claro que ninguém acreditou que o show tinha acabado, mesmo com as luzes do palco sendo apagados. Faltava "Rude".

Nasri e Mark voltam sozinhos ao palco, ocupando dois banquinhos para uma parte mais acústica do show. O vocalista perguntou se o público entendia um pouco de inglês para, então, agradecer e explicar que este era não só o primeiro show da turnê brasileira, mas também a primeira vez que tocariam ao vivo a próxima canção, "One Woman One Man". Sorte dos fortalezenses que puderam conferir, em primeira mão, o belo momento.

"Vocês querem ouvir outra? Vamos chamar Ben e Alex de volta ao palco para uma canção bem rude", avisou Nasri. E a canção vocês obviamente já sabem qual é. Nasri chega a descer do palco e cantar junto ao público da grade o maior sucesso do quarteto. Ah, quanto ao argumento "Por que você é tão rude, você não sabe que é homem também?", um cabra desses falando isso ao pedir a mão de sua filha não merece menos que uma surra, não é mesmo? Merece conhecer a Iron Maiden (o instrumento de tortura, não a banda, que também se apresentará em Fortaleza em 24 de março). Tudo bem. É só uma canção, uma que funciona tão bem no palco quanto nas rádios.

O MAGIC! convidou o público a continuar acompanhando a sua trajetória através de "Come Together", dos BEATLES, que pôs fim ao curto show. Todos os quatro descem do palco para falar com quem conseguiam alcançar na grade. Uma bela atitude de quem divertiu e se divertiu naquela noite de sábado.

Como a MAGIC! tem só um disco até agora, quase todas as suas canções já apareceram no setlist de algum show, exceção apenas para "How Do You Want To Be Remembered" ("Paradise" não foi executada em Fortaleza, mas costuma se alternar com "Stupid Me"). O que o futuro reserva para o MAGIC!, só o próprio futuro poderá de dizer. Se o sucesso é passageiro, a simpatia dos quatro se encarregará de mantê-lo vivo ainda por muito, muito tempo.

Nesta turnê, a banda já se apresentou também em Recife (Baile Perfumado, 24/01) e vai passar por São Paulo (Tom Brasil, 25/01), Curitiba (Tresor, 28/01), Xangri-Lá - RS (Festival Planeta Atlântida, 29/01) e Florianópolis (P12 Parador, 30/01).

Agradecimentos:
Arte Produções, em especial a Thamyres Heros e Jéssica Malheiros, pela atenção e credenciamento.
Sílvia Tavares, pela companhia, amor e dedicação.


Setlist
- Little Girl Big World
- Mama Didn´t Raise No Fool
- Girls Just Want to Have Fun (Cyndi Lauper)
- Stupid Me
- Sunday Funday
- Hotline Bling (Drake)
- Let Your Hair Down
- Is This Love (Bob Marley & The Wailers)
- No Evil
- Message in a Bottle (The Police)
- No Way No
- Don´t Kill the Magic

Bis
- One Woman One Man (Acoustic / First Time Played Live)
- Rude
- Come together (The Beatles)


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Samsung Best of Blues: Joe Satriani e Artur Menezes em São Paulo
Julieta Venegas no Tom Brasil
The Maine em São Paulo
A Atualíssima Fusão Rock/ Soul: Dead Daisies e Richie Kotzen
Luiza Possi Canta Michael Jackson
Show Barão Vermelho - Turnê #Barãoprasempre
Milton Nascimento em 'Semente da Terra'
Rodrigo Teaser - Tributo ao Rei do Pop: homenagem é marcada pela emoção da data
Zé Ramalho Comemora 40 anos de Carreira em São Paulo
Nx Zero grava novo DVD ´Registro Norte´ em São Paulo

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2017 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.