Site de música   
Coberturas de shows

Som antenado na Via Funchal: Babel Fest

Compartilhe:


Publicada em 07, Feb, 2012 por Marcia Janini

Clique aqui e veja as fotos deste show.


manu-chao.jpg
No último sábado, dia 4 de fevereiro, o festival teve início por volta das 22h30, trazendo algumas bandas do cenário indie alternativo para um público jovem e descolado…

Com abertura dos DJs Criolina e Barata, onde variados estilos auxiliaram a ambientação, festiva e aconchegante, o público foi se aquecendo para as atrações que viriam em seguida.

A banda China trouxe sonoridade voltada às tendências do rock, onde ao pop moderno e gostoso de ouvir, com letras ácidas e cheias de irreverência, fundiram-se elementos extraídos do classic rock; do heavy metal em riffs rascantes e agudos das insandecidas guitarras; do punk rock na bateria cadenciada de boa condução e elementos típicos da street music em breaks vigorosos, resssaltando o efeito dos refrões e no fraseado vocal ligeiro, remetendo ao hip hop... Excelente caldeirão de estilos, bem fundidos, revelando talento, criatividade e ousadia!

Em seguida a suavidade eletrônica do Mombojó trouxe a sonoridade brasileira, revelando entre a cadência do pop letras críticas de construção inusitada, criando interessante tessitura concomitantemente poética e satírica. Os estilos, leves e suaves que determinam as origens das melodias, apresentam a junção harmoniosa da bossa nova, samba rock, funk 70`s, disco, a esparsos elementos regionais, reproduzindo o timbre do xote e baião. O maior momento da apresentação, a canção “Pa pa pa”, muito executada desde seu lançamento e reconhecida também pela originalidade do vídeoclipe, abrilhantaram a apresentação bem suceidda da banda.

Após breve pausa com retorno da discotecagem trazendo ritmos latinos como a salsa, a aguardada atração da noite, Manu Chao já iniciou sua apresentação cheio de atitude, colocando o público para dançar ao sabor da mescla entre latinidade e reggae de raiz, numa apresentação em tudo bem conduzida. Nas finalizações, um ritmo de maior peso, trazendo a cadência frenética do ska-punk para as canções, com grande resposta do público que dançou e agitou durante todo o espetáculo.

O festival, findo por volta da 1h00, trouxe o que de melhor e mais criativo se têm produzido no meio indie/underground brasileiro, finalizando com Manu Chao, um dos grandes expoentes do reggae/ska da atualidade. Aguardemos as próximas edições!


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
NX Zero na Audio Club
O Acid Jazz de Jamiroquai em São Paulo
Lacrimosa no Carioca Club
Solid Rock Festival: Apresentações Épicas em São Paulo
Roberto Carlos Só Para Mulheres
Infinite Content: Arcade Fire em São Paulo
The Wailers em São Paulo
Steve Rothery Band em São Paulo
HammerFall faz dos clichês do metal seus trunfos e volta a entregar aos fãs o que da banda se espera
Trinca de Ases - Nando Reis, Gilberto Gil e Gal Costa

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2018 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.