Site de música   
Coberturas de shows

McFly: Vertentes Clássicas do Rock em Roupagem Teen

Compartilhe:


Publicada em 26, May, 2011 por Marcia Janini

Clique aqui e veja as fotos deste show.


mcfly-2011.jpg
Na última segunda-feira, 23 de maio, a banda Mc Fly apresentou-se no HSBC para um público de aproximadamente 4 mil pessoas.

A introdução contou com a exibição de vídeo da banda nos telões, onde os astros trocavam suas impressões gerais acerca da turnê.

Os aparatos de palco simples, apenas com ciclorama onde flâmulas símbolo da turnê surgiam num fundo preto auxiliou à dinâmica do excelente esquema de iluminação, que alternou de forma precisa os atuais estrobos típicos em raves à spots coloridos num show de luzes e cores arrojado e moderno.

Iniciando a apresentação, os britânicos executam “Party Girl” causando grande furor no público num pop dançante, remetendo vagamente à sonoridade synthpop do post-punk, determinada pelos teclados e sintetizadores, além da voz jovial de Danny Jones.

“Nowhere Left to Run”, traduz tônica à balada na excelente condução da bateria de Harry Judd em junção com os synths no refrão, em conversão inteligente, cadenciada, apresentando suaves elementos do post-punk.

“Transylvania” traduz letra introspectiva, com o charme do andamento e cadência pop, com interessante introdução em cíclica estrutura de rondó. Nota para a guitarra dedilhada e rascante de Tom Fletcher nas conversões ao refrão, acentuando a dinâmica da canção.

Um dos pontos altos do show, “Lies” pauta-se na cadência contagiante do hard rock em fusão com os modernizantes efeitos sintéticos, com inspirada interpretação dos vocais de Jones e intermezzo gracioso e bem executado dos agudos em semi-falsete de Fletcher, remetendo vagamente à new wave 80`s.

Traduzindo ao espetáculo outra grande verticalização, a execução de “I Need a Woman”, balada romântica com o apelo do rock a billy 60`s em moderna revisitagem, descontrai o público, que participa com grande frenesi.

“End of the World” apresenta letra politizada para a deliciosa cadência em dub do R&B, com andamento suavizado e riffs de guitarra afinadíssimos, em junção com a cadenciada bateria de Judd em condução impecável.

Em versão acústica dedilhada no violão por Fletcher e Jones, traz nos acordes iniciais o charme do folk rock em uma balada romântica, inspirada e original em seus detalhes, remontando ao country rock na cadência e andamento.

Influenciada pelo gospel e soul music, “Smile” dita tônica de descontração, com bela participação das backing vocals, e sublimes teclados, em mais um momento ousado e feliz do espetáculo.

“Star Girl”, “Five Colors in Her Hair” e “The Last Song” trazem a marca do rock a billy em inusitadas fusões com elementos do punk, hardcore e surf music, em ambientações ensolaradas e cheias de bossa.

Para o momento do bis, a banda reservou outros grandes sucessos nas execuções de “One for The Radio”, “The Heart Never Lies” e “Shine a Light”.


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Cause and Effect: Keane em São Paulo
Fogueira em Alto Mar: Ana Carolina em São Paulo
The Pink Floyd Experience in Concert em São Paulo
Stratovarius em São Paulo
Djavan - Turnê Vesúvio no Espaço das Américas
Sick Bastards Fest com Infectious Grooves
Festival Nova Brasil FM 2019
Show Me: Sisters of Mercy em São Paulo
´Turn on Your Receiver´: Nazareth em São Paulo
Com ingressos esgotados, The Offspring e Bad Religion animam a noite de terça-feira em São Paulo

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2019 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.