Site de música   
Coberturas de shows

Romantismo, Beleza e Inovação: Skank no Citibank Hall

Compartilhe:


Publicada em 01, Jun, 2009 por Marcia Janini

Clique aqui e veja as fotos deste show.


america.jpg
Com início às 22h30 da última sexta-feira 29 de maio, o Skank realizou belíssima apresentação na segunda temporada da turnê do álbum Estandarte.

Impressionantes aparatos cênicos traduziram ao espetáculo modernidade e vigor, vendo-se em disposição no ciclorama de feixes assimétricos cinco telões intercalados que exibiam imagens em tonalidades quentes e vibrantes. Digno de nota o excelente trabalho de iluminação, explorando os recursos de forma criativa e complementar ao fundo de cena, num fantástico show de luzes e cores... Admirável!

Iniciando a noite “Pára-Raio” exibe sonoridade na fusão entre soul e rock, pontuada pelo competente trio de metais que atuou com grande intensidade nos momentos de conversão aos refrões. Teclados remetem esparsamente ao pop 70’s.

Igualmente criativa “Canção Áspera” surge com andamento e cadência swingadas do ska, traduzindo em seu bojo influências setentistas. Letra de construção singular, com abolição às rimas pobres e conversões nada óbvias. Beleza aliada à modernidade e estilo.

“Chão” apresenta maior peso nas guitarras distorcidas de afinação padrão ao classic rock, com esparsos samplers eletrônicos. Remeta ao synthpop 80’s nas distorções vocais e reforço de agudos. Sonoridade atual, em total sintonia com elementos vintage. Intenso!

“Mil Acasos”, “Um Mais Um” e “Uma Canção É Pra Isso” remetem em estilo e forma à “british invasion” 60’s, onde se denotam suaves elementos de outras vertentes musicais como o blues, soul e ska, com leves pitadas de eletrônico.

Um dos primeiros pontos de maior verticalização do espetáculo surge na deliciosa regravação do clássico tropicalista “Beleza Pura”, apresentando fusão com blues, street e ska. Leve e fluida, expõe maior vigor na bateria cadenciada, de precisa condução e breaks estratégicos num charme indescritível. Simplesmente genial!

“Três Lados”, com belos arranjos na introdução ricamente pontuada pelo duo de violão de aço e guitarra distorcida, revela momento de grande técnica e ousadia inusitada em mais uma excelente construção em melodia de rara beleza.

Além destes sucessos, a banda executou clássicos de sua carreira como “Jackie Tequila”, “Balada do Amor Inabalável”, “Vou Deixar”, “Garota Nacional”, “Vamos Fugir”, “Saideira” e “Resposta”, além dos grandes hits reservados ao bis e escolhidos pelo público interativamente por meio de mensagens de texto, encerrando a noite com as canções “Te Ver”, “Pacato Cidadão” e “Tão Seu”.

Assim transcorreu esta grande apresentação, revelando um caldeirão infindável de sonoridades combinadas de forma inteligente, divertida e ousada, num show de criatividade e beleza estética ímpares. Fabuloso em todos os aspectos!


[ << Ant ]    [ << Mais notícias ]    [ Próx >> ]
 

Mais notícias
Maroon 5 - Tour 2020
Shaman Homenageia Andre Matos em São Paulo
Pra Sempre Lulu
Bohemian Rhapsody: Onde o Rock Se Entrelaça ao Erudito
Milton Nascimento - Turnê Clube da Esquina
Humberto Gessinger Turnê 'Não Vejo A Hora' no Unimed Hall
Norah Jones no Espaço das Américas
Dark Dimensions Fest: Accept e W.A.S.P. em Guarulhos
Cause and Effect: Keane em São Paulo
Fogueira em Alto Mar: Ana Carolina em São Paulo

 
 
 
 
 
 Busca
 Siga o Musicão nas redes sociais
Facebook Siga-nos no Twitter Siga-nos no Instagram Siga-nos no Tumblr Google Plus Youtube Pinterest
 Últimas Notícias
 Agenda de shows
Criação de Sites
Serviço
Arquivo de notícias
Equipe do Musicão
Release do site
Política de Privacidade
Contato

© 2006-2020 Musicão - Todos os direitos reservados - Proibida cópia de conteúdo parcial ou integral.